“Domínio da LÍNGUA” – estilo de vida, utilidade pública

Texto de Dennis Allan que merece nosso destaque.
Que Deus aplique esta palavra em nossos corações. Mudemos pois a fonte, e então, que esta jorre somente água agradável a nossa boca, e ao ouvido do nosso próximo.

Tudo o que existe em nosso universo veio a existir pelo poder da palavra. Deus falou, e nosso mundo veio a existir. Quando ele formou o homem, a mais elevada das criaturas terrestres, Deus o abençoou com a capacidade de se comunicar. Podemos falar, e até mesmo escrever, porque Deus nos deu o dom da linguagem. Quando o diabo usou palavras mentirosas para tentar Eva, ela e seu esposo caíram em pecado (Gênesis 3). Quando os homens abusaram da boa dádiva da comunicação para se exaltar e desobedecer a Deus, ele confundiu suas línguas para forçar povos diferentes a se separar e povoar a terra, como ele tinha ordenado anteriormente (Gênesis 11:1-9; veja 9:1).

Mesmo que os homens tenham freqüentemente abusado de suas palavras, a capacidade de se comunicar ainda é uma bênção. Quando o próprio filho de Deus veio ao mundo, ele foi descrito como a Palavra (João 1:1, NVI). É pela proclamação de sua mensagem, o evangelho, que chegamos a conhecê-lo e a obedecê-lo. O evangelho “é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego” (Romanos 1:16). “E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo” (Romanos 10:17). Os discípulos de Jesus têm a responsabilidade de ensinar o evangelho a outras pessoas. Paulo encorajou Timóteo a cumprir esta missão: “Prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina” (2 Timóteo 4:2). “E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros” (2 Timóteo 2:2). A língua, portanto, é uma força poderosa. Pode ser usada para o bem, como Deus pretendia, para exprimir amor e oferecer salvação. Ela também pode ser usada para o mal, com efeitos desastrosos que conduzem à condenação. Estas duas possibilidades são claramente contrastadas em Tiago 3:1-12. Continuar lendo

Anúncios

Obedeça o que diz na Bíblia, é a melhor coisa que pode fazer neste mundo, e na sua vida!

Você acredita em Deus? Acredita em Jesus? O que acredita dele? Foi um bom homem? Um grande filósofo? Foi um enviado de Deus? Podia falar por Deus? Sabia quem era Deus? Ele era Deus?

É importante sabermos o que realmente acreditamos, no que se baseia nossa fé. Seria ela volátil, dependendo sempre de nossos valores e interesses atuais? Ou acreditamos naquilo que está escrito sobre Ele? Porque a partir do momento que eu não acredito no que está escrito, e limito-me a acreditar naquilo que pra mim tem lógica, eu limito o ser de Jesus, a sua inteligência, conhecimento a minha lógica e conhecimento? Eu limito Deus ao meu pensar e saber. Já parou para pensar nisso?

A palavra de Deus não precisa ser ou ter lógica para você, para ser verdadeira e real. Não depende que homens definitivamente comprovem se foi alterada ou não, que as especulações sejam satisfeitas, para ser verdadeira. A palavra de Deus se garante nela mesmo! Se garante em uma promessa, na qual diz que “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.”  (Mateus 24 : 35) ou ainda “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.”  (Mateus 5 : 18)

Isso aí é Jesus, e isso vale para as palavras que foram lançadas enquanto pregaram ou da lei e dos profetas, ou do que foi testificado deles pelos apóstolos, díscipulos, inspirados pelo Espírito Santo de Deus. Não sei se lembram, mas no princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.”  (João 1 : 1)

Consegue entender isso? Então acho que já temos elementos o suficiente para saber se você é um cristão, ou se você é um eumesmão que usa Cristo ou a bíblia quando convém. E se você acredita em Cristo, vamos ver até onde ele acreditava na sua própria palavra ou não. Sim, me refiro a parte mais renegada da bíblia, o antigo testamento.

Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. … Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão.” (Livro do profeta Isaías 53 : 7,10 ; conferir todo o cap.)

Mas Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado; que o Cristo havia de padecer.” (Atos dos Apóstolos 3 : 18)

E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.”  (Evangelho de Mateus 26 : 39)

E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.”  (Livro de Filipenses 2 : 8)

Continuar lendo

Sempre enfiando o pé na jaca

Portanto, aquele que pensa que está de pé é melhor ter cuidado para não cair. ” (1 Coríntios 10 : 12)

Amados, como é bom refletir na palavra do Senhor, que nos dá direção, sabedoria, entendimento para andar segundo os seus propósitos, que são de paz e não de causar dano.

Esta reflexão é para você que tenta seguir os preceitos do Senhor Jesus, mas volta e meia, acaba enfiando o pé na jaca.

Hoje ao perguntar para o Senhor o que gostaria que escreve, me levou as escrituras onde está escrito um de seus sermãos, o famoso Sermão do Monte. E apesar do título referir-se a respeito do adultério, o Senhor me falou que quis dizer muito mais do que isso, quis falar sobre o homem se manter de pé e não cair. Foi isso que o apóstolo Paulo entendeu ao escrever o versículo acima. Aquele que pensa estar de pé, tenha cuidado. Vamos saber por que?

Continuar lendo

Amai sua esposa!

Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela (Ef 5:25)”

Imperativo. Assim foi o recado que o apóstolo Paulo deixou aos homens, servos de Cristo Jesus. Não disse que deve, mas disse, amai!

Hoje busquei um pequeno estudo, talvez não tão aprofundado como gostaria, para falar aos homens cristãos deste Brasil, a começar de mim mesmo! Como nós, homens casados, de baixo da graça de Deus precisamos meditar a respeito de tais coisas. Para quem se encaixa neste perfil saiba: tua mulher é uma prioridade em sua vida! Hein? Não deveria ser Cristo? São muitas perguntas, não é mesmo? Voltemos pois ao início de tudo.

Continuar lendo