Como criança …

Depois disso, algumas pessoas levaram as suas crianças a Jesus para que ele as abençoasse, mas os discípulos repreenderam aquelas pessoas.
Quando viu isso, Jesus não gostou e disse:

— Deixem que as crianças venham a mim e não proíbam que elas façam isso, pois o *Reino de Deus é das pessoas que são como estas crianças.
Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem não receber o Reino de Deus como uma criança nunca entrará nele.

Então Jesus abraçou as crianças e as abençoou, pondo as mãos sobre elas. (Marcos 10:13-16 NTLH)

A verdade é uma só, ainda mais quando vindo de quem tem todas as óticas e ângulos do assunto. Esse é Jesus, e isso foi o que nos disse.

As crianças tem características em comum, quais são elas? Eu vejo algumas:
– Sabem que conhecem pouco do que os pais e irmãos mais velhos tem a ensinar, e portanto, tem muito o que aprenderem;
– Não foram traumatizadas pelos outros ainda e por isso, tem o coração aberto para aprender, amarem, serem amadas;
– Crianças tem energia e abraçam o que aprendem, desenvolvem aquilo rápido, se apegam a quem dá atenção e carinho;
– Crianças não tem malícia nem maldade;
– São alegres e felizes, mas choram fácil também, porque são verdadeiras, dificilmente escondem seus sentimentos e fazem joguinhos, querem manipular, ou coisas do tipo;
– Crianças sabem o que querem: ser felizes e desfrutar tudo o que o pai tem para lhes oferecer;
– Crianças são filhas, herdeiras.

O que mais você diria a respeito das crianças?
E como você é diante do Pai? Se parece como uma criança? Ou se parece com um adulto cheio de conhecimentos limitados e altruístas, duro, seco, e questionador?

Bem, o que aprendemos aqui é que a forma que tratamos Deus e a sua mensagem não é bem a forma que é para ser. O Senhor já sacode o nosso entendimento nos mostrando que para conhecer e receber do Pai é necessário diminuir a nós mesmos, e aprender com os pequeninos, que afinal de contas não são grandes professores mas são craques em
aprender.

Afinal de contas, isso é lógico, temos que ensinar ao Pai, ou aprender Dele? Já pensou nisso?

Ele quer nos abraçar. Ele quer nos abençoar. É isso que diz o texto.

Em Cristo Jesus,

Música com David Quinlan e Heloísa Rosa: Quero ser como criança

Lei ou Graça? Fora de Cristo que morreu na cruz, há salvação?

O que quero conversar hoje é sobre o que o evangelho diz para nós, homens conforme a graça e não conforme a lei. Esta verdade bíblica que tão poucos aceitam, e menos ainda que vivem conforme ela. O estudo segue sobre o que a bíblia diz dos judeus (povo que teria sido escolhido como povo de Deus), e os não judeus (o resto do povo) conforme a descendência de Abraão, a quem Deus fez esta promessa. Que descendência é essa, porque é verdadeira, e porque ela vale para todos nós. Graça e Fé, e não razão sobre a lei. Esse é o evangelho de Cristo.

Mas do que demonstrar qual é o evangelho de Cristo, queremos chamar a verdade em Cristo para aqueles cristãos que estão a margem, e são convidados a estarem vivendo novamente debaixo da Graça de Deus.

Na verdade não existe outro evangelho, porém isto foi dito porque há algumas pessoas que perturbam por aí, querem mudar o evangelho de Cristo. Mas a bíblia diz que se alguém, mesmo que fossem os próprio apóstolos ou um anjo do céu, anunciasse um evangelho diferente daquele que foi anunciado, que seja anátema, ou amaldiçoado! Por acaso procuramos a aprovação das pessoas? Não! O que eu quero é a aprovação de Deus. Será que agora estou querendo agradar as pessoas? Se estivesse, eu não seria servo de Cristo. Continuar lendo

Jesus declarou que só reencarnando chegaremos ao reino de Deus?

Vamos ver um pouco sobre isso!

João 3

1 ¶ E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.
2 Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.
3 Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
4 Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
5 Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
6 O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
7 Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.
8 O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.
9 Nicodemos respondeu, e disse-lhe: Como pode ser isso?
10 Jesus respondeu, e disse-lhe: Tu és mestre de Israel, e não sabes isto?
11 Na verdade, na verdade te digo que nós dizemos o que sabemos, e testificamos o que vimos; e não aceitais o nosso testemunho.
12 Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?
13 Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.
14 E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;
15 Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
17 Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
18 Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

Esse texto é considerado a maior chave bíblica para a salvação do homem, para o entendimento do amor de Deus, para a consciência do homem, sobre as coisas da terra, e as coisas de Deus.
Outrora, citei diversas vezes este texto, e em cima do meu entendimento, como algo irrefutável, Continuar lendo

Eis que grande obra tenho Eu na tua vida

Teve ainda outro sonho e o referiu a seus irmãos, dizendo: Sonhei também que o sol, a lua e onde estrelas se inclinavam perante mim. Contando-o a seu pai e seus irmãos, repreendeu-o o pai e lhe disse: Que sonho é esse que tiveste? Acaso, viremos, eu e tua mãe e teus irmãos, a inclinar-nos perante ti em terra?” (Genesis 37:9-10)

e ainda:

E, tomando-o, o lançaram na cisterna, vazia, sem água” (verso 24)

Amados, como é bom nós descobrirmos o Senhor Jesus e ainda, como é bom nos descobrirmos no Senhor Jesus. Descobrir os seus planos para as nossas vidas, a sua agradável vontade.

Mas alguns pensam que isto não passa de uma utopia, uma vontade de Deus que a bíblia caracterizada como Boa, Agradável e Perfeita. Talvez usemos a própria bíblia para nos questionar como Deus pode falar o versículo a seguir, o que valeria para a vida de José:

Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.” (Jeremias 29:11)

Ao olharmos para a vida de José, vemos o Senhor Deus lhe dando sonhos, revelação de seus planos, da grande obra escrita para a sua vida. José se alegra com estes dois sonhos, e vai compartilhar com quem? Com os seus, com seus entes queridos, mas o problema é que não precisamos ler muito mais para ver que José acabou se dando mau com esta história ou com os planos de Deus, foi lançado em uma cisterna pelos próprios irmãos. Mas Ricardo, esse é o seu pensamento? Não. Este é o pensamento do mundo, talvez o seu próprio, com certeza de quem está do seu lado, esposa, filhos, irmãos, pais, chefes, gerentes, colegas. Continuar lendo