Jesus: Mestre, Rei, Salvador ou Cristo?

Se é só para esta vida que esperamos em Cristo, somos de todos os homens os mais dignos de lástima. (1 Coríntios 15:19)

Amados, maravilha é essa palavra, que nos faz crescer em Cristo, e na grandiosidade de Deus.

A primeira epístola de Paulo aos Coríntios já começa de forma reveladora, e de crescimento essencial para nossa alma. Ela diz no primeiro capítulo, no versículo 21, que pela sabedoria do homem, não alcançamos a sabedoria de Deus, mas que aprouve a Deus fazer com que o alcancem através da loucura da pregação pela fé. Continuar lendo

Eu sofro ao pensar na resposta desta pergunta: Quem é bom e reto, certamente ganhará os céus?

Ontem enquanto conversava com um homem em um local de trabalho, parei para refletir sobre uma frase que disse, que na verdade é muito comum pois muitos a citam o tempo inteiro:

Existem vários caminhos para alcançar a Deus, para evoluir, cada um escolhe aquele que lhe parece melhor.

Então, independente do que penso ou acho, parei para refletir sobre o que a bíblia diz o que Cristo acha. O que Ele fala a respeito? Se a sua ótica é como a minha, a saber cristã, a resposta para isso com certeza tem que estar em Jesus Cristo. Foi então que comecei a meditar em várias passagens, e hoje continuo meditando nelas, o que me faz escrever a você agora. A primeira delas, muito conhecida também é: Continuar lendo

Obedeça o que diz na Bíblia, é a melhor coisa que pode fazer neste mundo, e na sua vida!

Você acredita em Deus? Acredita em Jesus? O que acredita dele? Foi um bom homem? Um grande filósofo? Foi um enviado de Deus? Podia falar por Deus? Sabia quem era Deus? Ele era Deus?

É importante sabermos o que realmente acreditamos, no que se baseia nossa fé. Seria ela volátil, dependendo sempre de nossos valores e interesses atuais? Ou acreditamos naquilo que está escrito sobre Ele? Porque a partir do momento que eu não acredito no que está escrito, e limito-me a acreditar naquilo que pra mim tem lógica, eu limito o ser de Jesus, a sua inteligência, conhecimento a minha lógica e conhecimento? Eu limito Deus ao meu pensar e saber. Já parou para pensar nisso?

A palavra de Deus não precisa ser ou ter lógica para você, para ser verdadeira e real. Não depende que homens definitivamente comprovem se foi alterada ou não, que as especulações sejam satisfeitas, para ser verdadeira. A palavra de Deus se garante nela mesmo! Se garante em uma promessa, na qual diz que “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.”  (Mateus 24 : 35) ou ainda “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.”  (Mateus 5 : 18)

Isso aí é Jesus, e isso vale para as palavras que foram lançadas enquanto pregaram ou da lei e dos profetas, ou do que foi testificado deles pelos apóstolos, díscipulos, inspirados pelo Espírito Santo de Deus. Não sei se lembram, mas no princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.”  (João 1 : 1)

Consegue entender isso? Então acho que já temos elementos o suficiente para saber se você é um cristão, ou se você é um eumesmão que usa Cristo ou a bíblia quando convém. E se você acredita em Cristo, vamos ver até onde ele acreditava na sua própria palavra ou não. Sim, me refiro a parte mais renegada da bíblia, o antigo testamento.

Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. … Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão.” (Livro do profeta Isaías 53 : 7,10 ; conferir todo o cap.)

Mas Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado; que o Cristo havia de padecer.” (Atos dos Apóstolos 3 : 18)

E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.”  (Evangelho de Mateus 26 : 39)

E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.”  (Livro de Filipenses 2 : 8)

Continuar lendo

Salvação: Jesus e o Bom Samaritano

Vem chegando o Natal e então começamos a nos recordar do nascimento do Senhor Jesus. Para que Ele veio, para que nasceu? Qual o propósito? Então muitas vezes começamos a pensar em salvação, ou como deveríamos ser, nos comportar, agir, amar. Eu sei que muitos de vocês pensam a respeito disso.

E é pensando nisso que me lembrei de uma figura muito reconhecida dentro de várias religiões que se dizem cristãs, ou simpatizantes, etc. E esta figura é a do bom samaritano, uma das figuras que Jesus utilizou para pregar o reino dos céus. Então fica a pergunta no ar, será que esta figura é a que devemos ter ao pensar como devemos ser ou nos comportar, ou ainda, a figura para nos assemelharmos ao buscar o reino dos céus, a nossa salvação? Bem, a resposta é sim, e não. Vamos estudar um pouquinho a respeito?

Continuar lendo

“Fora da caridade não há salvação”, será mesmo?

E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará.” (1 Coríntios 13:3)

Amados, o título deste texto, é uma das máximas do Espiritismo segundo Allan Kardec. Esta, como muitas outras doutrinas, tem o intuito de racionalizar e trazer para o campo da filosofia, aquilo que é religioso, aquilo que é de Deus, e que somente nos é revelado conforme o Senhor nos permita entender, conforme inspiração e esclarecimento do seu Espírito Santo. Mas enfim, é claro que o assunto salvação não é uma filosofia.

A doutrina espírita declara ser firmada num tripé, e seriam cada um destes a ciência, filosofia e religião. Quanto a parte religiosa, declara ser Cristã, seguindo os ensinamentos do “mestre”, porém consertando o que Ele disse com a ajuda dos espíritos, declarando que as pessoas naquela época não tinham o devido avanço intelectual para entender o que verdadeiramente Ele queria dizer, por isto a utilização de parábolas.

Engraçado isso, porque a parábola não é uma maneira de complicar, e sim de facilitar, utilizando as questões da época para explicar aquilo proposto. Hoje sim, dificulta para nós entender as parábolas por não entender muito bem como as coisas funcionavam naquele tempo. Na verdade, o que os espíritas não entendem, é o mesmo que Nicodemos. Mas abordaremos isso mais a frente.

Agora que já demos uma breve explanação sobre a base que sustenta a doutrina espírita, vamos entender o seu grande jargão, e ver se é realmente cristão ou não, ou seja, será que realmente fora da caridade não há salvação?

Continuar lendo