Salvação: Jesus e o Bom Samaritano

Vem chegando o Natal e então começamos a nos recordar do nascimento do Senhor Jesus. Para que Ele veio, para que nasceu? Qual o propósito? Então muitas vezes começamos a pensar em salvação, ou como deveríamos ser, nos comportar, agir, amar. Eu sei que muitos de vocês pensam a respeito disso.

E é pensando nisso que me lembrei de uma figura muito reconhecida dentro de várias religiões que se dizem cristãs, ou simpatizantes, etc. E esta figura é a do bom samaritano, uma das figuras que Jesus utilizou para pregar o reino dos céus. Então fica a pergunta no ar, será que esta figura é a que devemos ter ao pensar como devemos ser ou nos comportar, ou ainda, a figura para nos assemelharmos ao buscar o reino dos céus, a nossa salvação? Bem, a resposta é sim, e não. Vamos estudar um pouquinho a respeito?

Continuar lendo

Amai sua esposa!

Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela (Ef 5:25)”

Imperativo. Assim foi o recado que o apóstolo Paulo deixou aos homens, servos de Cristo Jesus. Não disse que deve, mas disse, amai!

Hoje busquei um pequeno estudo, talvez não tão aprofundado como gostaria, para falar aos homens cristãos deste Brasil, a começar de mim mesmo! Como nós, homens casados, de baixo da graça de Deus precisamos meditar a respeito de tais coisas. Para quem se encaixa neste perfil saiba: tua mulher é uma prioridade em sua vida! Hein? Não deveria ser Cristo? São muitas perguntas, não é mesmo? Voltemos pois ao início de tudo.

Continuar lendo

A Família de Jesus

Estive olhando a bíblia estes dias a respeito de Maria e a(o)s irmã(o)s de Jesus. Como todo bom curioso pelo assunto, apesar de não ser teólogo, gostaria de pesquisar sobre o contexto gramatical, qual ou quais palavras foram utilizadas para descrever o termo irmão, e ainda quais as possíveis traduções, mas meu ambiente de trabalho me impossibilita de fazê-lo no momento.

Já ouvi dizer que é somente uma palavra e que esta é possível ser traduzida tanto como irmão como primo (carece de fontes). Como todos já sabemos que toda o novo testamento foi originalmente escrito em grego, traduções do latim ou quem sabe aramaico ou hebraico não estão em questão.

Mas eu acredito que simplesmente a bíblia é o suficiente para resolver tal questão. Ela é a principal fonte. Da mesma maneira como foi possível concluir que todas as cartas e livros do novo testamento são textos em grego, devido a análise dos contextos escritos, como por exemplo as explicações de termos da cultura judaica, o que obviamente um judeu não explicará a outro judeu aquilo que ele já sabe, pretendo responder a questão analisando o contexto bíblico. Vamos lá:

Foi-lhe dito: Tua mãe e teus irmãos estão lá fora, e querem ver-te. Ele, porém, lhes respondeu: Minha mãe e meus irmãos são estes que ouvem a palavra de Deus e a observam (Lc 8:20-21).

Continuar lendo

Por que está abatida ó minh’alma?

Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face. (Sl 42:5 Almeida Corrigida e Fiel)

Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu. (Sl 42:5 Almeida Revista e Atualizada)

Por que estou tão triste? Por que estou tão aflito? Eu porei a minha esperança em Deus e ainda o louvarei. Ele é o meu Salvador e o meu Deus. (Sl 24:5 NTLH)

Três versões, três traduções, três interpretações… a mesma palavra, o mesmo sentimento. Assim hoje sinto meu coração, assim hoje sinto esta pergunta ecoar dentro do meu ser, assim sinto minha alma gritar, ou emudecer.

Este salmo, era uma poesia. Pessoas a milênios atrás costumavam cantá-las em suas viagens, e penso eu, quantas pessoas não cantaram este salmo com o coração? Quanta angústia, quanto abatimento, quanta tristeza. O que estas pessoas passavam? O que eu passo? O que você passa?

Continuar lendo

Ansiede? Eu quero é sede!

Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. (Fp 4:6)

Hoje, em nossas vidas, sofrendo influência sobre o pecado que entrou no mundo, aprendemos a viver o que chamamos de ansiedade. Nossos primeiros ancestrais conheceram o que era viver na presença de Deus, poder desfrutar de tudo que havia nessa terra, no momento que quisesse, na hora que quisesse. Porém, na busca do conhecimento, perdemos a nossa liberdade, e passamos a ser escravos do pecado, que entrou no mundo. Com o advento de Cristo, passamos a ser livres do pecado, se sujeitos a esta aliança, mas com nossa liberdade comprometida ao nosso intermediador, Cristo Jesus. Passamos a ser dependentes de Deus, livres para seguir em dependência ao Senhor.

Mas como não somos mais deste mundo, mas permanecemos neste, a nossa carne age dia e noite, atentando nossa alma, em busca de dizer que a satisfação de nossa alma está justamente em cumprir os prazeres que este mundo oferece. Ao mesmo tempo, o Espírito de Deus está sempre nos testificando aonde está a nossa verdadeira paz.

Continuar lendo

“… os quais entreguei a Satanás…”

É possível alguém ser entregue a Santanás por outra pessoa, ou até mesmo pelo próprio Deus? Esta é uma pergunta que talvez assuste muito as pessoas, e por isso, gostaria de estudar um pouco sobre o tema. Vejamos o que a Bíblia fala a respeito. Na verdade, vamos deixar o antigo testamento de lado, e o exemplo clássico de Jó, e nos atentaremos ao novo testamento.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (Jo 3:16)

Isto quer dizer que na luta que Satanás quer travar contra Deus pelas almas das criaturas, nosso Pai Eterno em sua infinita misericórdia nos deu seu filho divino, ou seja, também Deus, para se fazer fiador de nós, cristãos. Isto quer dizer o mais perfeito amor.

Mas se nosso Pai deseja nos salvar do inimigo de nossas almas, me pergunto porquê ele entregaria nossas vidas justamente a ele?

Continuar lendo

Os novos e antigos pecados capitais

“Queridos, saiu no seguinte site Zenit a explicação de que isto não é uma publicação do vaticano e sim a opinião do bispo citado abaixo, segue o link para íntegra:
http://www.zenit.org/article-17840?l=portuguese
De qualquer maneira, o artigo continua, visto que abrange muito mais do que simplesmente os novos pecados, como a questão do pecado capital, os sacramentos, etc. Lembrem-se que foi escrito antes do esclarecimento. Abraços.”

Nesta semana, os jornais começaram a anunciar a lista dos novos pecados capitais divulgados pelo Vaticano. Após perceberem que os sete pecados capitais estavam ficando comuns demais, foi apresentada novos motivos de condenação pela Santa Sé. A pretensão do Vaticano é que era necessário adaptar esta lista à nova realidade global.

Continuar lendo