O Moriá de Deus em nossas vidas

“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor.
Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda.
Vocês já estão limpos, pela palavra que lhes tenho falado.
Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim.
“Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma.
Se alguém não permanecer em mim, será como o ramo que é jogado fora e seca. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados.
Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido.
Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão meus discípulos.
“Como o Pai me amou, assim eu os amei; permaneçam no meu amor.
Se vocês obedecerem aos meus mandamentos, permanecerão no meu amor, assim como tenho obedecido aos mandamentos de meu Pai e em seu amor permaneço.
Tenho lhes dito estas palavras para que a minha alegria esteja em vocês e a alegria de vocês seja completa.
O meu mandamento é este: amem-se uns aos outros como eu os amei.
Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos.
Vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu lhes ordeno.
Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido.
Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça, a fim de que o Pai lhes conceda o que pedirem em meu nome.
Este é o meu mandamento: amem-se uns aos outros”.
João 15:1-17

Amados, estamos de volta do Moriá, estamos de volta para encarar esse mundo de novo, ao qual não pertencemos mais, mas nele ainda estamos, para encará-los, com a alma LAVADA, remida, CURADA, em Cristo Jesus.

Eu fui tremendamente curado e tratado, e principalmente AMADO por Deus, meu PAI!

Tatuar-se é pecado? E Quanto a beber, e a …

Texto de Mauricio Zagari

Lembro-me de um semestre no seminário teológico em que lecionei por 9 anos quando passei como trabalho para os alunos que fizessem uma análise sobre o que significavam as obras da carne descritas em Gálatas 5. Dos cinco grupos, dois entregaram o material com uma capa onde havia fotos de pessoas tatuadas, com piercings, espaçadores de orelhas, cabelos pintados de verde e similares. Isso deixou claro para mim que esses elementos compõem, no imaginário geral do evangélico brasileiro, o arquétipo do que seria a pessoa mundana, pecadora. E é muitíssimo frequente essa questão vir à tona: cristãos podem se tatuar? É um assunto secundário e de menor importância para o Evangelho, mas como é um pedido recorrente nos comentários do APENAS que eu fale sobre o tema e como cresce a cada dia nas nossas igrejas o número de irmãos que ostentam tatuagens, farei uma análise bíblica, histórica e cultural da questão. Antes de continuar, só um registro: não sou tatuado nem pretendo me tatuar. Continuar lendo

Desafiando Gigantes

Jesus olhou para eles e respondeu:

— Para os seres humanos isso não é possível; mas, para Deus, tudo é possível. (Mateus 19:26 NTLH)

Acabo de assistir a um filme, chamado Desafiando Gigantes – Facing the Giants. Esses dias eu assisti muitas produções interessantes deste século, mas nenhum que me fez chorar perante a beleza e tamanho do meu Deus, um Deus que escolhe aquele que não é nada, para confundir aqueles que acham que são. Um Deus que pega o fraco e demonstra a sua glória. Um Deus que exalta o fraco, que traz dupla honra ao humilhado, como disse o Senhor, bem aventurado os humilhados, pois serão exaltados (por Deus e não por si mesmos).

Aqui abre um ponto interessante, Muitos acham que isso significa cruzar os braços e esperar Deus fazer tudo, mas como diz no filme, existiam 2 agricultores que precisavam de chuva, e os dois oraram pedindo a Deus. Um deles, após, foi preparar o campo para o plantio e para receber a chuva. Qual dos dois é você? Você precisa preparar seu campo porque Deus quer te abençoar.

Continuar lendo

Amado por Deus! Até que ponto?

Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu único filho para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
João 3:16

Amados, repito, amados… Este versículo é reconhecido como o verso-chave da bíblia em todo o mundo, inclusive pela própria bíblia, portanto,  podemos dizer que aqui está o que Deus quer para todos: a vida eterna! Como? Através do maior sacrifício já realizado: o do Filho de Deus. Por que? Porque Deus amou você mais do que qualquer
sacrifício, inclusive da própria Trindade. Na verdade essa Trindade move o tempo inteiro em favor do homem.

Na bíblia podemos ter vários aprendizados mas muitas vezes é tão difícil entender este primeiro ensinamento para o caminho de Deus, e vivê-lo dia após dia.

Sabemos que a principal missão que temos nessa terra é levar e ensinar o amor de Deus a aqueles que precisam (todos), mas ninguém fez isso tão bem como João fez.

Muitos são incapazes de aceitar que quando João fala em seu evangelho sobre o discípulo a quem Jesus amava, referia-se a si mesmo, afinal, dessa forma ele seria o discípulo mais arrogante de toda história. Eu discordo.

Jesus nos ensinou que aquele que quer ser o maior, seja aquele quem serve. Jesus nos ensinou também que para o homem é impossível se salvar, quanto mais levar esta salvação aos outros. Mas não para Deus.

Para fazermos tal feito, é necessário receber o que Deus tem para você e professarmos com nossa própria boca. Isso refere-se ao reconhecimento da salvação e senhorio de Jesus. Certos homens tentavam fazer a obra no nome daquele a quem Paulo pregava. Os demônios falaram que conheciam Jesus e sabia quem era Paulo, mas e ele, quem era?

Se fosse a João, ele responderia: Eu sou João, o discípulo a quem Jesus ama! Para levarmos o amor de Deus é necessário termos este amor. É necessário confessar este amor pela nossa vida, palavras e atitudes. Isso precisa estar dentro de nós.

Quem acusa é o diabo. Quem julga, ainda não é Cristo, Ele disse que a sua palavra, esta sim julgará (no tempo que virá e ninguém sabe). Portanto meus irmãos, se hoje estão se julgando, e por isso estão vivendo como escravos, sede livres pelo amor de Deus. Saiba que é amado, professe isso e viva assim. Jesus ama você e quer te abençoar.

Isso é verdade, e é por isso que morreu por você e por mim.

No amor de Cristo,

Ricardo Cruz

Como criança …

Depois disso, algumas pessoas levaram as suas crianças a Jesus para que ele as abençoasse, mas os discípulos repreenderam aquelas pessoas.
Quando viu isso, Jesus não gostou e disse:

— Deixem que as crianças venham a mim e não proíbam que elas façam isso, pois o *Reino de Deus é das pessoas que são como estas crianças.
Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem não receber o Reino de Deus como uma criança nunca entrará nele.

Então Jesus abraçou as crianças e as abençoou, pondo as mãos sobre elas. (Marcos 10:13-16 NTLH)

A verdade é uma só, ainda mais quando vindo de quem tem todas as óticas e ângulos do assunto. Esse é Jesus, e isso foi o que nos disse.

As crianças tem características em comum, quais são elas? Eu vejo algumas:
– Sabem que conhecem pouco do que os pais e irmãos mais velhos tem a ensinar, e portanto, tem muito o que aprenderem;
– Não foram traumatizadas pelos outros ainda e por isso, tem o coração aberto para aprender, amarem, serem amadas;
– Crianças tem energia e abraçam o que aprendem, desenvolvem aquilo rápido, se apegam a quem dá atenção e carinho;
– Crianças não tem malícia nem maldade;
– São alegres e felizes, mas choram fácil também, porque são verdadeiras, dificilmente escondem seus sentimentos e fazem joguinhos, querem manipular, ou coisas do tipo;
– Crianças sabem o que querem: ser felizes e desfrutar tudo o que o pai tem para lhes oferecer;
– Crianças são filhas, herdeiras.

O que mais você diria a respeito das crianças?
E como você é diante do Pai? Se parece como uma criança? Ou se parece com um adulto cheio de conhecimentos limitados e altruístas, duro, seco, e questionador?

Bem, o que aprendemos aqui é que a forma que tratamos Deus e a sua mensagem não é bem a forma que é para ser. O Senhor já sacode o nosso entendimento nos mostrando que para conhecer e receber do Pai é necessário diminuir a nós mesmos, e aprender com os pequeninos, que afinal de contas não são grandes professores mas são craques em
aprender.

Afinal de contas, isso é lógico, temos que ensinar ao Pai, ou aprender Dele? Já pensou nisso?

Ele quer nos abraçar. Ele quer nos abençoar. É isso que diz o texto.

Em Cristo Jesus,

Música com David Quinlan e Heloísa Rosa: Quero ser como criança