A TV e o sanduíche

A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens. Romanos 12:17

É isso que Paulo nos ensina, aliás, como sempre, nos ensinando. Assim como uma histórinha que li em outro texto, citado ao final, sobre a TV e o sanduíche, ou quem sabe, sobre você e sua esposa.

E essa historinha fala sobre um marido que disse que sua esposa tentou conversar com ele enquanto ele assistia a uma partida de futebol. Ele respondeu rispidamente: ‘A gente não pode conversar sobre isso depois? Eu quero assistir ao jogo!’ Sua esposa saiu da sala e voltou 20 minutos depois, com um sanduíche, batatas fritas, um refrigerante e um biscoito. Ela colocou tudo isso na frente dele, deu um beijo em sua testa e disse: ‘te amo’! Depois, retirou-se da sala.*

Da mesma forma podemos ver no filme “A Prova de Fogo”. Neste filme, vemos um marido que é bombeiro, e é reconhecido pela sociedade como um salvador, um homem de bem, dedicado, que põe em risco e a prova sua própria vida em favor dos outros, mas em casa não é reconhecido, nem muito aceito. Obviamente, a esposa também tem seu drama, é bem vista em seu trabalho, homens a admiram, tem problemas com a família, um parente com sérios problemas físicos necessitando de ajuda financeira para ter uma cama de hospital e uma cadeira de rodas, mas seu marido não se preocupa com isso, na verdade, ele tem dinheiro guardado, mas é para o seu futuro barco.

Seja TV, seja um barco, seja a internet ou o futebol, sempre há interesses. O homem é assim, ele aprendeu a ser assim. Em um curso da Igreja Evangélica, chamado Veredas Antigas, o ministrador coloca que as pessoas, vivendo namoro após namoro, ficar após ficar, hoje em dia podemos falar casamento após casamento, ou juntamento após juntamento, tem aprendido ao que quer, exigir o que quer, ele sabe exatamente o que quer sugar de sua vítima, aliás, de seu par amoroso. Algumas dizem que ele deve ser moreno, alto e tarado. Outras dizem que ele deve ser inteligente e rico. Alguns dizem que querem para seus filhos mães gostosas e pais ricos. Sabemos o que queremos. Na verdade, poucos de nós sabemos o que realmente temos para oferecer. Desejo outra pessoa para que assim eu possa serví-la.

Tenho observado o povo de Deus pedir muito ao Senhor por tratamento, porque muitas vezes o casamento é como estações… as vezes, existe o verão, e é muito quente, com muitas brigas, dois topetudos metidos achando que são certos em tudo e o outro errado em tudo, discutindo e trazendo morte a família…
Outras estações, são como o outono, está tudo florido, há muita vida, sorrisos, alegria, união, a conversa e o namoro flui como sentado em frente a um jardim no parque e a família se alegra e se aproxima…

Hoje, se falar de mim mesmo, estou vivendo um maravilhoso outono. Um inverno passou, mas… não tenho medo do inverno que virá novamente, porque estou aprendendo que o outono pode permanecer, mesmo que o vento frio derrube as verdes folhas, e não haja mais flores no parque.

O importante, é saber que o Senhor está pronto para nos tratar, para nos curar. E as vezes, temos um colega no trabalho que diz coisas como: Eu aprendi com os exemplos de Jesus que para liderar, seja sua casa, seja uma equipe, devemos servir as pessoas, quem quiser ser o maior terá que ser o menor. Liderança servil. E mesmo vale para família. Devemos liderar nossa família servindo. Servir a esposa, servi aos filhos. É desta forma que estou tentando fazer para lidar com as dificuldades. Sei bem como é passar por invernos, já passei por alguns e sempre fica a lembrança do frio. Mas acredito que tudo serve para nos aproximar de Deus. Como disse Jó: antes só conhecia Deus de ouvir falar, agora eu o conheço.

E é isso mesmo, está no capítulo 42, versículo 5: Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram. Em tudo de nossa vida, temos percebido que Deus está presente, permitindo e/ou intervendo. Para tudo, Ele quer que cresçamos em seu conhecimento, e em sua graça. Não distante disso, é no casamento. Não é a toa que a Bíblia nos ensina que devemos amar a nossa esposa assim como Cristo amou a igreja. Se queremos aprender a amá-las, devemos aprender mais de Jesus, e para isso, precisamos de intimidade na sua presença, precisamos experimentar ser sua noiva, e então saberemos o que nossa esposa necessita, e como agir, porque presenciamos esse agir em nossa vida. Precisamos lembrar que no mesmo capítulo de Jó, 3 versículos atrás, diz: Sei que podes fazer todas as coisas; nenhum dos teus planos pode ser frustrado.

Aquele homem, daquela história, disse:

– ‘Eu fiquei constrangido. Não merecia aquele gesto de bondade. Quando acabei de lanchar sabia que tinha que me desculpar. Desliguei a televisão, fui até a sala onde ela estava lendo um livro e disse: ‘Desculpe-me por ter te tratado daquele jeito. Te tratei mal e você me fez um sanduíche e disse que me amava. Me perdoa por ter sido tão insensível?’. Ela virou-se para mim, dizendo: ‘É claro! Eu te perdôo’. Ele disse que se ofereceu para falar com ela imediatamente, ao invés de esperar o jogo acabar. Sua resposta foi: ‘Eu posso esperar. Sei que você realmente quer assistir o jogo, e eu não estava pensando nisso quando lhe chamei para conversar. Quando acabar a gente se fala’.

Isso nos ensina muito, é algo como o Apóstolo Paulo nos ensinou no começo do texto, principalmente quando não é sempre assim. A história poderia ter sido invertida, e a resposta poderia ter sido: “não fez mais do que sua obrigação”. E é nisso que a bíblia nos ensina: perseverar, ser longânimo, e ver frutos que são eternos. Ora, o mesmo Apóstolo nos disse que a tribulação produz a paciência, e a paciência a experiência, e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado (Rm 5:3-5). Porque É um pouco do que mostra no filme que citamos. Não foi nada fácil aquele rapaz seguir pelos 40 dias. Durante esse tempo, tudo foi ao barranco. Ele sofreu várias respostas e agressões a cada gesto de amor e compreensão que realizou. Quanto oferecia a outra face, lá vinha um segundo tapa.

Sabe, isso é maravilhoso. É maravilhoso, mesmo que confuso, que o mesmo sol nasça para justos e ímpios, venha também a mesma chuva para ambos. A bíblia nos fala sobre isso. Porque nesse mundo, todos temos aflições, e as vezes, seguir a Cristo, pode parecer ter essas aflições multiplicadas. Porém, em tudo, precisamos entender os mistérios do Senhor, aqueles que Ele quer revelar para nós, e nossos filhos.

Como isso? Virando a chave do Espírito, e aprofundando na sabedoria e no conhecimento da palavra de Deus. Porque para muitos, o servir é dor e aflição, mas para outros, é alegria e motivo de orgulho.

A sociedade patriarcal nos ensinou também a posição do homem, e por ela, a posição da mulher. Mas Deus nos ensina a sociedade dos céus. E essa sociedade, vive mais do que olhos viram, ou ouvidos ouviram, ou aquilo que sondou o coração do homem. Porque o coração do homem é enganoso, e tortuosos, são os seus caminhos.

Isso está certo na sua vida? É simples de saber. Onde tem estado o seu prazer, tem andado de mãos dadas com as discussões e facções? O que é de Deus não acrescenta dores. E aqui entra mais uma coisa: não basta almejar e conquistar as benção de Deus. Elas tem que ter vido por Deus, e no momento de Deus.

E isso é conquistado sendo imitadores de Cristo. Porque a sua glória, e a sua honra, não veio no seu momento, mas veio na hora de Deus, hora essa eterna, onde todo joelho se dobrará, e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor. E isso querendo, ou não. Hoje, na escolha, no futuro, pelo que é, e não mais pelo livre-arbítrio, mas pelo reconhecimento.

Você está pronto para amar? Ou só está pensando em ser amado? Eu sei, no fundo, as suas preocupações são essas. Está na hora então de falar Senhor, quero aprendar mais de Ti, que foi simples, e humilde. Não foi o Cristo que Judas sonhou, forte pelo que os homens esperam, mas o Cristo que trouxe sonhos a Paulo e Pedro, a mim e a você. Hoje, você já sabe o que você aprendeu, como age, o que está errado, e o que deveria mudar. Já sabe o caminho, e já sabe onde quer chegar. Agora o hoje, e o amanhã, você deve buscar no Pai. Não fazer a sua vontade, mas sim a Dele.

Porque não é receita mágica, é receita de verdade. De dia após dia. De alegria para sua alma, e glória para o seu Deus. Isso mesmo, aqueles planos Dele, que são maiores que os nossos, de paz, e não de causar danos. Ele quer fazer, e você, quer participar? Ou vai esperar ter prorrogação ou ir para os penaultis? Óh lá hein!

Ricardo de Magalhães Cruz.
Textos bíblicos: Almeida Corrigida e Revisada Fiel, NVI
*http://www.midiagospel.com.br/familia/mulher/a-solucao-sanduiche.html

Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s