Ser racional ou ser Cristão? Isso faz sentido? Está certo?

Recebo muitas perguntas sobre ser espírita ou ser evangélico. E muitas vezes esta pergunta está mais relacionada a ser racional ou ser uma pessoa de fé na Bíblia (não vou hoje entrar no termo cristão). Desta forma, pode valer também para perguntas onde pessoas que acreditam que a evolução e/ou o caminho a Deus está no seu próprio esforço, e que no entendimento das coisas deste mundo, está o caminho para Deus. Para aqueles que crêem que em si próprio está a resposta, e ainda para os que modelam Deus ao seu jeito.
A Bíblia diz:

1 Coríntios 1
19 – Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes.
20 – Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?
21 – Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.
22 – Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria;


23 – Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos.
24 – Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus.
25 – Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.
26 – Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados.
27 – Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes;
28 – E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são;
29 – Para que nenhuma carne se glorie perante ele.
30 – Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção;
31 – Para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor.

Esta resposta vem ao primeiro caso citado, mas pode atender a muitos outros:

E assim meditando, na verdade tudo é bem simples.
– Ninguém vai ao Pai se não for por Jesus Cristo.
– Ninguém vem a Jesus Cristo se não for pelo Espírito Santo

A justiça de Deus e sua bondade não é a nossa. Ao compararmos, limitamos o tamanho da justiça e bondade de Deus ao nosso raciocínio, intelecto, cultura, vivência, etc. Deus é maior.

A ação do inferno contra a existência de Deus foi nula, impossível ao homem não crer em um Deus, então Ele sugeriu outros Deuses. Para alguns funcionaram na história, outros não.
Então veio Jesus e para chegar a Deus, é necessário aceitá-lo como único Senhor e Suficiente Salvador. Então veio a luta do inferno contra o Jesus salvador, e também como Senhor, ou seja, para que não se salvem, e não permaneçam na salvação. Então, como é difícil apagar a marca de Cristo, a marca foi reforçada nos seus ensinamentos e não na sua obra. Agora Jesus Cristo seria um mestre, talvez o maior, mas mestre e ponto.
Não conseguindo todos, o diabo tem consciência que a palavra (verbo, Cristo) nos leva a Deus. Porém ela precisa ser avivada pelo Espírito Santo, pois a letra é morta. Dessa forma, com as manifestações maravilhosas do Espírito Santo, foi necessário ter um outro espírito para concorrer, e a bíblia ensina que Satanás muitas vezes se disfarça como anjo de luz. Dessa forma veio o espiritismo, e o espírito da verdade, onde vem através da soberba do homem e na auto-suficiência do homem (falta de dependência de Deus), explicar todas as coisas e firmar nele o caminho para chegar a Deus, através de um crescimento contínuo e praticamente imensurável de anos ou tempo para alcançá-lo.

A verdade é que a Bíblia nos garante que não há um justo, um sequer na face da terra, e se nos baseamos na lei, por ela seremos julgados. A lei de causa e efeito, ação e reação podem ser válidas pela sua vida, mas a resposta para ela é simples, você será julgada. Porque por um homem entrou o pecado no mundo, e então todos pecaram e destituídos foram da glória de Deus. Se você morrer hoje, não terá a sua salvação, porque não crê no Filho de Deus. Porque a mensagem do amor ao próximo, sem a mensagem do amor de Deus através do Filho não salvará ninguém.

Você pode crescer no seu raciocínio, e entender cada vez mais teorias de explicações para as coisas, mas a bíblia nos diz que é necessário que nós diminuamos para que Ele cresça em nós. O caminho a Deus está na sua dependência, da salvação, a viver em sua salvação, mas o caminho do inferno, está no homem crescer nele mesmo, e diminuir em Deus, pois o caminho do homem é o pecado, e o seu salário, é a morte.

E isso é bem visível, a medida que aceitamos estas doutrinas e teorias, nós deixamos de lado a convicção das coisas que não se veêm, e nelas estão a obediência a Deus e a salvação pela fé por parte da graça de Deus e não merecimento dos homens.

São dois caminhos e dois finais.

Se as coisas forem como o espiritismo diz que são, você não precisa saber quem foi em outra vida, ou o que virá nas próximas. Não teria esquecido a toa. Você precisa melhorar. Porém, para o homem isso é impossível. É por isso que a doutrina precisou colocar isso como algo quase imperceptível em milhares de reencarnações. Mas para Deus, isso é possível, e você buscando apoio na palavra, obedecendo, e vivendo o mover de Deus em sua vida, a medida que você diminui e Cristo cresce em você, bons frutos aparecem, sempre no rumo em que não vive mais você, mas Cristo em você. Então você sendo evangélica por exemplo, e morrendo, veria que a vida continua igual aqui só que em outro plano até voltar para esse e tudo continuaria.
Sendo conforme a bíblia diz que é, você tem dois caminhos, o céu e o inferno. Não há meio termo, não se serve a 2 senhores. Neste caso, você sendo espírita, você talvez até seja mais caridosa, aos olhos de terceiros, uma pessoa mais dedicada a ser polida, e caridosa, mas internamente você é a mesma pessoa, e continuará pecando, dia após dia. Ao morrer, esses pecados se tornaram contra você, aquela que já era morta, porque a vida sem Deus é morte, prova uma segunda morte. Mas sendo uma pessoa que se entregou a Cristo e reconheceu a obra dEle em seu favor, você pela fé a reinvindica e a recebe, vivendo o que olhos não viram, ouvidos não ouviram, e nem sondou o seu coração.

O espiritismo, assim como outras doutrinas e/ou religiões, fará bem para você se gosta de discussões, de se exaltar. O seu fim será incerto.
A bíblia fará bem a você, se gostar de conhecer os mistéreios que há entre os céus e a terra, se quiser completar este buraco que há em seu peito, viver paz que excede a todo entendimento, ser dependente de Deus e ver que isso é bom, estar ao seu servir e ver a manifestação da glória, toda para Ele, mas uma alegria imensa, toda para você. Entender para que veio, para que nasceu, para onde vai, e o que vai viver lá.

Ser evangélico de berço e nada é a mesma coisa. Na verdade, é uma afirmação errada, porque com certeza adquiriu boa parte da letra em sua vida, mas é necessário avivá-la pelo Espírito Santo. Este te faz compreender as coisas no espírito e não na carne, porque pela carne, são loucuras. E para isso, é preciso viver de novo, nascer de novo, e isso significa nascer da água e do espírito, ou seja, do batismo, descendo pelas águas confessando e confirmando publicando que você leva sua carne, seu saber, seu realizar para cruz, junto com Cristo, e nasce uma filha de Deus, com um novo espírito de adoção, ao qual pode clamar Aba Pai. É passar a ter em você a essência de Cristo. E renascer do espírito, onde é necessário o batismo do Espírito Santo que é o avivamento dessa essência em você. Desta forma, quando você dá espaço a este espírito, você é capaz de fazer coisas maiores do que Cristo fez, porque Ele foi para o Pai, mas nós ficamos para entregar toda glória a Ele e gozar de nossa liberdade, porque não sofremos mais as algemas do pecado, mas voamos nas asas do Espírito, sem saber da onde Ele vem, e nem para onde vai nos levar.

Pense no que Cristo viveu, e se você gostaria de viver exatamente o que Ele viveu, incluindo a dedicação, os martírios, a dor, a cruz. Isso para o homem é loucura, e entende que você pensa com a sua carne. Mas como Estevão, ao pensar com este Espírito, para você passa a ser uma grande alegria e honra, padecer pela palavra do Pai.

Para uns, homens como ele e Paulo são mártires, santos, homens que tiveram uma conduta impar. Porém se olharmos para Paulo, mesmo ele sendo também judeu, como alguns tem o berço evangélico, não sabia nada de Deus. Mas chegou o momento em que teve um encontro, e dali para frente, não foi mais Paulo, ou Saulo, mas sim Cristo vivendo nEle. Viveu a palavra, as angustias, os milagres, as maravilhas, o prazer total em servir ao Pai, e fazer a sua vontade. E ele sabia disso, porque tinha intimidade com Ele.

Outro ponto interessante é que Paulo continuou a desenvolver e muito o seu raciocínio, porém o foco dele passou a ser em desenvolvê-lo nas coisas de Deus.

Para nós, não há diferença de Paulo para qualquer um de nós que entendemos isso, e passamos a viver isso. Porque não sou mais eu, nem você, mas todo um corpo, uma noiva amada de Cristo, que diz e declara, maranata, ora vem Senhor Jesus!

Ele vem!

Em Cristo Jesus,

Ricardo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s