Por que vivemos julgando os outros, e o pior, a Deus?

Pecamos, como nossos pais; cometemos iniquidade, procedemos mal. Nossos Pais, no Egito, não atentaram às tuas maravilhas; não se lembraram da multidão das tuas misericórdias e foram rebeldes junto ao mar, o mar Vermelho.” (Salmos 106 : 6-7)

Quão gloriosa é a palavra de nosso Deus. Amados, erramos verdadeiramente porque desconhecemos o poder e a palavra de Deus. Pois quando lemos, meditamos nesta palavra, e deixamos o Espírito Santo nos ensinar, crescemos de graça em graça até alcançar a estatura de varão perfeito.

Um assunto que o Senhor tem falado ao meu coração e que ao procurar reparar, tenho visto em todos os cantos, inclusive muitas vezes em minha própria vida, é o julgamento, as acusações que o homem faz contra os outros, seja vizinho, pai, mãe, chefe, empregada, amigos, seja ao próprio Deus.

Aliás, pecamos contra Deus ao julgá-lo como culpado pelo mau que existe na vida e no mundo, e pecamos outra vez quando mistificamos Deus, quando moldamos conforme nossa idéia e entendimento, com a desculpa de que é a única maneira de aceitar a um Deus justo. É então que surgem tantas doutrinas e os entendimentos próprio.

Mas queridos, vejamos o que nos diz as escrituras sagradas.Neste Salmo, vemos o Senhor Deus abordar o assunto, inspirando o salmista a escrevê-lo conforme sua vontade. E diz que nós pecamos e procedemos mal. Nós julgamos aos outros, julgamos o que está fora de nosso umbigo, julgamos e questionamos Deus. Murmuramos.

Como podemos nós julgar a um Deus cuja sua palavra diz no primeiro verso deste salmo que Ele é bom; porque a sua misericórdia dura para sempre. Já parou para pensar o quanto Deus já nos perdoou? Sua palavra diz que estas misericórdias se renovam a cada manhã. Nós que não temos idéia do quanto Deus cuida de nós, o quanto nos abençoa, pois todo o bem procede de Deus, quantos livramentos já nos deu. Talvez você seja uma pessoa que já tenha passado por grandes tribulações nesta vida, talvez já tenha tido problemas graves de saúde, talvez até mesmo incuráveis, mas o Senhor concedeu o milagre sobre sua vida. Talvez tenha sido na área familiar, ou das finanças, ou dos relacionamentos, mas você continua inventando um Deus a seu modo para justificar um Deus bom. Eu que te pergunto, serás tu uma pessoa justa? Será que já perguntou onde está a sua gratidão? Isso não, não tem importância não é?

Mas esta palavra nos mostra que isso vêm desde os nossos pais mais antigos. Neste salmo fala sobre o povo hebreu, que Deus os tirou da escravidão, do Egito, do jugo, deu um grande livramento abrindo o mar vermelho para passar de pés enxutos, fez do deserto uma grande padaria, ou quem sabe uma grande churrascaria, tudo para atender os desejos e necessidades deste povo, e o que eles faziam? Reclamavam, achavam Deus injusto, murmuravam, pecavam contra o Senhor Deus.

E sabe de uma coisa? Isto vem desde Adão. Começou lá e tem seguido de geração em geração. Não que isto venha eximir a sua culpa, mas você consegue a entender. A cada dia que você comete o mal, peca contra o Senhor, contra o teu irmão, tua família, teu marido ou esposa, gera consequências que afligem a sua vida. E isto é um problema e culpa sua, e não de Deus.

Pera lá, para tudo!! Você vem me dizer que isto vem lá de Adão, que a palavra mostra de nossos pais mais antigos, e que isso se repete de geração em geração e então é culpa minha? Bom, não foi Deus que errou, muito pelo contrário, avisou e mesmo assim Adão errou. Mas então por que sou eu que tenho que pagar o pato? Por que Deus permite tudo isso? Onde está essa justiça? Tenho certeza que já fez estas perguntas.

E a grande questão é, continua sendo sua culpa, e consequência de seus atos e escolhas por um motivo muito simples. Nossos pais erraram por não ouvir e obedecer a Deus, mas você erra porque Deus já fez tudo para que você não viva mais isso, mas continua escolhendo viver assim. Mas o que foi que Deus já fez? Como assim já fez tudo?

O verso 45 deste mesmo salmo diz que lembrou-se, a favor deles, de sua aliança e se compadeceu, segundo a multidão de suas misericórdias. E que aliança é essa? Para nós, que vivemos segundo a nova aliança é a de que:

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”  (João 3 : 16)

Deus através do sacrifício vivo de seu único filho na cruz do Calvário, concedeu-nos a graça de viver sob a nova aliança, mais uma vez sobre as misericórdias de Deus. A cerca de dois mil anos atrás, Ele já pagou o preço de todos os seus erros, de todos os seus pecados, para que você, e seus filhos, e seus netos, e todos quanto nascerem até o grande retorno de Jesus, ter a remissão de seus pecados, e a vida eterna, co-herdeiros de Deus em Cristo Jesus.

Mas talvez você já esteja cansado de ouvir isso, e não acredite, porque isso não tenha lógica. É possível, para mim também foi assim por tantos anos de minha vida. Mas o dia que eu abri meu coração para o Senhor Jesus entrar, em pouquíssimo tempo ele conseguiu me fazer nova criatura. Encheu meu coração de sua paz, me fez saber que eu sou aceito e amado de Deus, e me regozijar em relacionar-me com o Senhor. Me ajudou a vencer toda a escravidão que eu vivia em tantas áreas de minha vida. Aonde eu abri a boca para falar que não havia solução, Jesus foi minha solução.

Queridos, esta palavra faz uma pergunta interessante: Quem saberá contar os poderosos feitos do Senhor ou anunciar os seus louvores? (verso 2) Eu posso contar um pouco sobre isso, longe de exprimir o que significa a graça de Deus. E você? Pode contar algo? Jesus está a porta de seu coração batendo, querendo entrar e cear contigo. Abandone o fardo pesado que você carrega. Você não precisará culpar mais ninguém, mais terá dia a dia a oportunidade de agradecer as benegnidades de Deus. O que está esperando? Lance mão de sua capa, e também de suas máscaras, vá de encontro ao Senhor Jesus de braços e coração abertos, e seja feliz! Você pode, e ELE quer!

Ricardo de Magalhães Cruz ( 24 de novembro de 2008 )
ricardo.dmc@gmail.com

Texto bíblico: João Ferreira Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s