A virgem Maria realmente morreu virgem?

Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.” (Mateus 1 : 18)

Amados, nós já escrevemos um pouco sobre isso, no texto de nome A Família de Jesus, que pode ser lido clicando no link no final do texto, ou procurando no nosso blog. Mas a palavra do Senhor é infinita em revelações e ensinamentos do Espírito Santo ao nosso coração, sua palavra é viva e eficaz.

Este versículo acima citado, mostra o começo do assunto, as vezes tão questionado por tantos, que é sobre a virgindade de Maria. E esta mulher, escolhida pelo Senhor Deus, para ser a mulher pela qual o Senhor Jesus nasceria, não poderia ser outro tipo de mulher, se não virtuosa e bem-aventurada entre as mulheres. Que premiação esta mulher teve, na verdade, como devemos ver todas as coisas de Deus, que Graça maravilhosa estava sobre ela, visto que as bençãos do Senhor vem sobre nós não por merecimento, ou de graça, mas sim pela Graça do nosso maravilhoso Deus (cf. Ef 2:4-9).

Porém, sempre buscamos nos aprofundar mais nos ensinamentos de Deus, e eis que o Senhor deixou mais do que claro este assunto comigo, ao continuar lendo e meditando esta palavra, que está nas escrituras sagradas, os livros que foram escritos através da inspiração do Espírito Santo, que é Deus. A bíblia é a palavra viva de nosso Deus, onde podemos realmente saber qual é a vontade de nosso Pai, quais são seus princípios, e que demonstra o imenso e maravilhoso amor que tem por nós. Nesta palavra não pode haver erros, mas sim a busca da sabedoria de Deus, que tantas vezes, e infelizmente, é loucura para os homens (cf. 1 Coríntios 3 : 19).

E continuando o texto, vemos que José, marido de Maria, era um homem justo, e não queria difamar sua então mulher, que vergonha seria saberem que Maria estava grávida, mas que o filho não era do marido que acabara de casar-se. Essa era a situação que estava acontecendo, e como José vira.

Então, este homem planejou deixá-la secretamente, e então ninguém saberia nada, nem entenderia nada, se bobear, ficaria como o bandido da história, teria engravidado Maria e logo em seguida, a deixado, desquitada e mãe sozinha. Porém enquanto planejava esta saída a francesa, este homem provavelmente dormiu, e em meio a um sonho, eis que viu um anjo do Senhor, que lhe disse: “José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo“. Realmente aquela mulher, com quem casara, era ainda intocada, ainda não havia conhecido homem algum, era realmente virgem, e o que carregava em teu ventre era um ser gerado pelo Espírito Santo. Disse ainda o anjo: “E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados“.

E por que tudo isto aconteceu dessa maneira? Como diz as próprias escrituras, para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor Deus, através do profeta Isaías: “eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel [que significa Deus (está) conosco]” (Isaías 7 : 14b).

Amados, ninguém nunca questionou sobre a virgindade de Maria para receber o Filho, Jesus Cristo. Está escrito nas escrituras sagradas, e foi cumprimento do que Deus falou lá atrás, através do teu profeta, também escrito nas escrituras sagradas.

Então, José não questionou o anjo, mas fez como lhe ordenara o anjo, e a recebeu como sua mulher. E é aí que devemos nos atentar, o texto sagrado continua e o próximo é o versículo 25 do capítulo 1 do evangelho de Mateus, vamos ler?

“E não a conheceu até que deu à luz seu filho, o primogênito; e pôs-lhe por nome Jesus.

Amados, estaí, está claro. José fez como o anjo ordenou, recebeu Maria como esposa, esperou ela dar a luz ao menino Jesus, e após isso, a conheceu. Olhando pelo próprio ponto de vista biológico, naquela época existia parto cesário? Eu creio que não, logo, ali mesmo, ela teria perdido a sua virgindade. E logo após, José a conheceu, cumprindo o que o anjo mesmo disse, para a receber, e esperar esse momento, então, tiveram o momento deles! É tudo muito claro, não tem entendimento diferente para inventar sem contrariar essa palavra.

Diz ainda que Jesus foi o primogênito, ou seja, o primeiro filho dentre os outros. Se fosse o único, seria unigênito. É assim que a bíblia trata, inclusive para falar de Jesus com relação a filiação espiritual do Senhor Deus. Diz que deixou de ser unigênito para ser primogênito. Já em relação aos filhos de Maria, de cara, já é citado como primogênito de muitos.

Precisa falar mais alguma coisa? É a palavra de Deus, são as escrituras sagradas, é a palavra escrita e inspirada pelo próprio Espírito de Deus. Ele é mentiroso? Não. E assim como não mentiu ao dizer que José a conheceu depois, a mesma palavra fala no decorrer dos evangelhos e novo testamento sobre os irmãos de Jesus. Para saber mais a respeito, recomendo a leitura do texto relacionado ao final.

Amados, não há a maior necessidade de defender a virgindade eterna de Maria. Ela foi virgem, como uma mulher virtuosa, e bem-aventurada como nenhuma outra. A própria palavra de Deus diz isso. E Deus separou o melhor para ela, teve um esposo honrado e justo, uma família grande, e certamente foi feliz neste terra.

E queridos, não pense que Maria terminou a vida como uma mulher chorona, triste, com a lembrança de um filho morto na Cruz, como se tivesse pregado lá até hoje, não. Maria entendeu, que o propósito do Senhor Jesus foi vir para salvar o povo de seus pecados, não foi o que acabamos de ler também? E a maneira de se fazer isso foi o sacrifício vivo pelo qual o Senhor Jesus passou, e Ele fez, cumpriu, morreu na cruz do Calvário, levou os nossos pecados, nossas dores e enfermidades, e então desceu ao inferno onde passou 3 dias, e após isso ressuscitou com a posse da chave do inferno e da morte, hoje tudo o pertence, tudo que está nos céus, na terra e embaixo da terra.  Está vivo! Está a direita de Deus Pai, e o nosso Pai eterno lhe fez o que?

Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai.” (Filipenses 2 : 9-11)

Aleluia! Aonde há tristeza nisso? Aonde há tristeza em saber que Deus nos permitiu ter novamente livre acesso a Ele? Aonde há tristeza em saber que o Senhor preparou para nós uma nova Jerusalém, onde as escrituras declaram este lugar como as coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam. (1 Coríntios 2 : 9) E se isso já começa aqui na terra, imagina os céus!

Isso é para regozijarmo-nos, agora temos livre acesso ao Pai, o véu que cobria o Santo dos Santos foi rasgado de fora a fora, e hoje podemos clamar Aba, Pai! Paizinho, Papai, e Ele também falar conosco!

Maria foi bem-aventurada pelo nascimento de Jesus através de teu ventre, e também em presenciar a maior obra já vista e realizada na face desta terra, onde deu a todos nós, e inclusive a ela, Maria, a redenção de nossos pecados e a vida eterna junto a Deus, junto a Jesus! Estaremos todos juntos, Maria, Mateus, Paulo, eu, e todos quantos aceitarem ao Senhor Jesus como único e suficiente Senhor e Salvador.

Nossa adoração é a Jesus, somente a Ele. Esqueça adoração a outros, como a Pedro que foi instrumento do Espírito Santo, e não porteiro do céu, mas foi usado tremendamente como líder da igreja que nasceu após Cristo ir e o Espírito Santo vir. Quando Jesus disse :E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus, Ele estava falando sobre as chaves espírituais que estava dando ao futuro líder da igreja! O que também foi prometido a seguir a todos os outros discípulos (vide Mateus 18:18).

Mas enfim, eu já o aceitei como meu único e suficiente Senhor e Salvador, e sei que estarei junto com Maria, e todos os santos (não os que o povo os declara, mas os que a palavra de Deus os declara) do Senhor, declarando que Santo Santo Santo é o Senhor Jesus!

Agora eu te pergunto, você gostaria também de aceitar a Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador e Senhor? Ore comigo:

Pai, eu entendo e reconheço que sou um pecador, e que nada posso fazer por mim mesmo.
Papai, também entendo que deu o seu único filho para morrer na Cruz, para que eu tivesse remissão dos meus pecados.
Pai, eu confesso a Jesus Cristo como meu único Senhor e suficiente Salvador da minha vida. Escreve o meu nome, no livro da Vida, pois confio e creio na vida eterna através de Cristo Jesus.
Senhor Jesus, meu coração está aberto para trabalhares em mim, me fazer nova criatura, conforme vontade e agrado de Deus Pai, porque sei que tem o melhor para minha vida!
Eu oro e agradeço, em nome de Jesus, amém!

Amém querido, glórias a Deus por isso. Caso queira entrar em contato conosco, te ajudaremos da melhor forma que pudermos, conforme direcionamento do Espírito Santo.

Ricardo de Magalhães Cruz ( 22 de novembro de 2008 )
ricardo.dmc@gmail.com

Texto bíblico: João Ferreira Almeida – Corrigida e Fiel

Texto comentado: A Família de Jesus

Anúncios

23 comentários sobre “A virgem Maria realmente morreu virgem?

    • E não morreu virgem mesmo.
      Por onde foi que nasceu Jesus?
      E por onde nasceram os outros filhos?
      E os outros filhos foram feitos por onde?

  1. e não e verdade pois a biblia diz que Maria teve filhos.mat 12:46-47;13: 54-56;mar6:3.Porem ela teve sua recompensa por te sido fiel e ter confiado em Deus é e digna de ser imitada,por causa de sua humildade,fé ,obediência e devoção como mãe ,sem falar de sua perseverança sob provaçãos .por seu papel em dar á luz o messiais e conceder bênçãos eternas á humanidade,ela merece muito respeito,mais nunca adoração ,pois o unico como disse o propio Jesus digno de adoração e jeova deus só a ele mais ninguem.

  2. Prezado, achei muito interessante o texto escrito pelo saudoso Orlando Fedeli e que lhe transcrevo abaixo. Gostaria de pedir-lhe então que argumentasse sobre o mesmo, visto as idéias serem divergentes no que diz respeito a virgindade perpétua de Maria.

    Grato.

    ——————————————-

    “O Filho Unigênito de Deus se encarnou, no tempo, no seio da Virgem Maria, por obra do Espírito Santo.

    Era extremamente conveniente que Cristo fosse concebido de modo virginal, porque, ele devia nascer como qualquer homem, se não se negaria a sua humanidade. Mas Ele devia ser concebido miraculosamente, para que se compreendesse que Ele era Deus. Cristo nasceu de uma mulher, para provar que era homem. Nasceu de uma Virgem, para ficar claro que Ele era Deus

    Por isso é que o Profeta Isaías, séculos antes, anunciou que “Pois por isso, o mesmo Senhor vos dará este sinal: uma Virgem conceberá e dará à luz a um filho, e o seu nome será Emanuel” (Is. VII , 14).

    Que Nossa Senhora concebeu a Jesus virginalmente, vejo que você compreende, aceita e crê, pois que isso está revelado no Evangelho de São Lucas ,onde se lê:

    “Estando Isabel no sexto mês, foi enviado por Deus o anjo Gabriel a uma cidade da Galiléia, chamada Nazareth, a uma virgem desposada com um varão, chamado José, da casa de Davi. E o nome da Virgem era Maria” (Luc.I, 26-27).

    Que Nossa Senhora permanecesse Virgem depois do parto de Jesus, era também muitíssimo conveniente, porque:

    1* Porque sendo Jesus, o Filho unigênito de Deus Pai — o Verbo ou Sabedoria de Deus — convinha que também na terra Ele fosse unigênito.

    2* Porque, se Ele tivesse tido irmãos carnais, pensar-se -ia que esses irmãos também seriam deuses, causando o politeísmo e heresia.

    3* Porque Deus fez um paraíso para Adão apenas. Fez um Paraíso para os homens no céu. E fez um Paraíso só para si, que foi Maria. É o que diz São Luis de Montfort.

    4* Porque convém absolutamente — mais — é necessário que Deus só tenha uma esposa, assim como é necessário que Ele tenha uma só Igreja. Por isso, assim também a esposa só pode ter um esposo. E Maria só devia ter um esposo real: o próprio Deus, e manter-se virgem por toda a vida.

    5* Porque era muito necessário, para nós, que fosse assim, para compreendermos o alto valor da Virgindade, pois que a Virgem mais fecunda, aquela que gerou em seu seio o próprio Deus encarnado, quis se manter Virgem, como deveremos nós prezar a virgindade e a pureza, nós que geramos filhos, sem valor, se comparados com o dela?

    6* Sempre existe semelhança entre mãe e filho. Também entre Nossa Senhora e Jesus deve haver semelhança maior do que a normal. Maria foi feita por Deus o quanto possível semelhante e proporcionada a seu Filho santíssimo. Como Jesus se manteve virgem sempre, convinha imensamente que Maria, também nisto, fosse proporcionada a Cristo, e permanecesse perpetuamente virgem.

    7* O matrimônio é monogâmico. Ora, se Maria tivesse tido filhos de outrem que não o Espírito Santo, seu Divino esposo, isso seria uma aberração, semelhante ao adultério. Esposa do Divino Espírito Santo uma vez, Maria devia se conservar sua esposa fiel sempre.

    O PROBLEMA DOS “IRMÃOS” DE JESUS
    Muitos hereges, no passado, ousaram, de modo blasfemo, duvidar da virgindade perpétua de Nossa Senhora. Para sofimar sobre isto, eles alegavam os textos dos evangelhos que falam dos “Irmãos” de Jesus.

    Nos tempos modernos, os protestantes repetiram essa blasfêmia contra a Mãe do Senhor. E, explorando a ignorância das massas, eles espalham sua heresia no meio do povo mais simples.

    Com efeito os evangelistas falam, em várias passagens desses “irmãos” de Jesus.

    Se Jesus teve irmãos, argumentam esses hereges, Maria não foi sempre virgem.

    Como responder a esse problema?

    Permita-me passar-lhe cópia da resposta a essa questão feita pelo autor de um livro muito útil: Lúcio Navarro, Legítima Interpretação da Bíblia, Campanha de Instrução religiosa, Brasil-Portugal, Recife, 1958 n º 400, pp.590 a 592 inclusive.

    “400. Diante da frase de S. Mateus vista no número anterior, o leitor ainda poderá compreender como se tenham equivocado os protestantes, iludindo-se com as aparências.

    Mas agora vai pasmar ao ver a malícia, a precipitação com que esses enfatuados intérpretes da Bíblia que a lêem continuamente e procuram aprendê-la de cor, ainda vão tirar da expressão irmãos de jesus uma conclusão. contra a virgindade perpétua do Maria Santíssima. Senão, vejamos.

    Sabemos que a Escritura não somente designa com o nome de Irmãos aquêles que são filhos do mesmo pai ou da mesma mãe, como eram Caim .Abel, Esaú e Jacó, S. Tiago Maior e S. João Evangelista (que eram filhos de Zebedeu) etc.; mas também aqueles que são parentes próximos, como tios e primos. – A Escritura está cheia destes exemplos.

    Abraão chama de Irmão a Lot: “Peço-te que não haja rinhas entre mim e ti, nem entre os meus pastores e os teus, porque somos irmÃos (Gênesis, XIII-8). Mais adiante a própria Bíblia o chama assim: “Abraão, tendo ouvido que Lot, seu irmão, ficara prisioneiro… (Gênesis XIV-14). Pois bem, “Lot era apenas sobrinho de Abraão, pois já antes disto se lê no Gênesis: “Tinha Abraão setenta e cinco anos, quando saiu de Harã. E ele levou consigo a Sarai, sua mulher, a Lot, filho de seu irmão, e todos os bens que possuíam (Gênesis XII-4 e 5).

    Labão, diz a Jacó: “Acaso, porque tu és meu irmão, deves tu servir-me de graça ? (Gênesis XXIX-15). E no entanto Jacó era sobrinho de Labão:Isaac chamou a Jacó e o abençoou e lhe pôs pôr preceito dizendo: “Não tomes mulher da geração de Canaã; mas vai e parte para a Mesopotimia … e desposa-te com uma das filhas de Labão, TEU TIO”” (Gênesis, XXVIII -l e 2). Realmente Jacó era filho de Isaac com Rebeca (Gênesis XXV, 21 a 25) e Rebeca era irmã de Labão: “Rebeca, porém, tinha um irmão chamado Labão (Gênesis, XXIV-29). E, no entanto, não só como vimos acima, seu tio o chama irmão, mas também quando Jacó se encontra com Raquel, que é filha de Labão (Gênesis XXIX-5 e 6), diz à moça que é irmão de Labão: “E lhe manifestou que era irmão de seu pai, filho de Rebeca (Gênesis XXIX-12).

    Lê-se no Levítico que Nadab e Abiu, filhos de Arão (Levítico X-1) são mortos pôr castigo, pôr terem oferecido um fogo estranho nos seus turíbulos. Moisés chama os primos dos que faleceram: Misael e Elisafan, filhos de Oziel, tio de arão (Levítico X-4) e lhes diz: ide, tirai vossos irmãos de diante do santuário e levai-os para fora do campo (Levítico X-4).

    Lê-se no livro de Paralipômenos que Eleazar e Cis são filhos de Moholi: “filhos de moholi: Eleasar e Cis”(I Paralipômenos XXIII-21), portanto Irmãos no verdadeiro sentido da palavra. Eleazar só teve filhas e não filhos; as filhas dele se casaram com os filhos de Cis. Espera-se que a Escritura diga: casaram-se com os filhos de Cis, que eram seus primos; mas ela diz: com os filhos de Cis, seus irmãos: “E Eleazar morreu e não teve filhos, senão filhas; e casaram com os filhos de Cis, seus irmãos (I Paralipômenos, XXIII-22).

    É dentro deste costume hebreu de designar com o nome de irmãos, não só os que têm os mesmos pais, senão também os parentes próximos como tios, primos e sobrinhos, pois o hebraico não possuía palavras próprias para designar esses parentescos, que o Novo Testamento fala em irmãos de jesus e é o próprio Novo Testamento QUE SE ENCARREGA DE. DEMONSTRÄ-LO.

    Querem ter a prova nossos amigos protestantes?

    Dá alguma vez o Evangelho os nomes desses irmãos de Jesus, para que possamos identificá-los?

    Sim, dá. Sabe-se dos nomes, pelo menos de 4: Tiago, José, Judas e Simão: “Não é este o oficial, filho de Maria, irmão de tiago, de José, de judas e de simao? Não vivem aqui entre nos também suas irmãs ? (Marcos, I-3). “Porventura não é este o filho do oficial ? Não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos tiago, josé, simao e judas? E suas irmãs não vivem elas todas entre nós? (Mateus, XIII-55 e 56).

    Pois bem, este tiago que encabeça a lista é um Apóstolo, pois diz S. Paulo na Epístola aos Gálatas: “E dos outros apóstolos não vi a nenhum, senão a tiago, irmão do SENHOR (Gálatas, 1-19).

    Quer dizer então que, segundo a opinião desses protestantes, este Tiago Apóstolo era filho de Maria, mãe de Jesus; e de Maria e de José, porque, como os próprios protestantes reconhecem, Maria nunca teve filhos antes de seu casamento com José. E não se casou com outro depois da morte de José, pois na hora da morte de Cristo, ela está sozinha, sem marido e Cristo a entrega a S. João Evangelista; além disto se Maria tivesse casado outra vez, seus filhos estariam pequenos, não estariam em idade de ser Apóstolos.

    Temos 2 Apóstolos com o nome de Tiago: Tiago Maior, e Tiago Menor. Vamos ver se algum deles era filho de José com Maria.

    S. Tiago Maior era irmão de S. João Evangelista, e ambos FILHOS DE ZEBEDEU: “Da mesma sorte havia deixado atônitos a tiago e a. JOÃO, filhos db zebedeu (Lucas V-IO).

    S. Tiago Menor, que era irmão de Judas, era filho de ALFEU. Entre os Apóstolos, que são enumerados pôr S. Mateus, estão: Tiago FILHO DE ZEBEDEU, e Tiago filho de ALFEU (Mateus X-3). Que tem a ver Maria Santíssima com este Alfeu ou com este Zebedeu? Logo, este Tiago, IRMÃO DO SENHOR, não é seu filho.

    Além disto, comparando-se os Evangelhos, se vê claramente que este Tiago « este José que encabeçam a lista são PRIMOS de Jesus», e o Tiago é o Apóstolo Tiago Menor. Enumerando as mulheres que estavam juntamente com Maria ao pé da cruz, Mateus, Marcos e João as identificam da seguinte maneira:

    Mateus XXVII- 56
    Marcos XV – 40
    João XIX – 25

    Maria, mãe de Tiago e de José; Maria, mãe de Tiago Menor e de José; a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cleofas
    Maria Madalena; Maria Madalena Maria Madalena
    a mãe dos filhos de Zebedeu. Salomé

    Por aí se vê que a mesma Maria que é apresentada por São João como tia de Jesus (Irmã de sua mãe) é apresentada por São Mateus e S. Marcos como mãe de TIAGO MENOR E de José. E é claro que não se trata de Maria Salomé, que é a mãe dos filhos de Zebedeu e, portanto, é mãe de Tiago Maior.

    Tiago Menor e José são, portanto, PRIMOS de Jesus e são os primeiros que. encabeçam aquela lista: TIAGO, JOSÉ, JUDAS E SIMÃO

    E de fato o Apóstolo S. Judas Tadeu era irmão de S. Tiago Menor, pois ele diz no começo de sua Epístola: “Judas, servo de Jesus Cristo e IRMÃO de Tiago (vers. l.). Tanto o Evangelho de S. Lucas (VI-16) como os Atos dos Apóstolos (1-13) para diferenciarem Judas Tadeu de Judas Iscariotes, chamam a Judas Tadeu: Judas, irmão de Tiago.

    E assim cai pôr terra fragorosamente a alegação dos protestantes de que Maria teve outros filhos além do Divino Salvador, alegação baseada em que o Evangelho fala em irmãos de jesus. Não só provamos que entre os hebreus se chamavam IRMÃOS os parentes próximos, mas também mostramos que a lista dos nomes apresentados como sendo destes IRMÃOS é logo encabeçada pôr dois PRIMOS, filhos da irmã da mãe de Jesus. Logo, não tem nenhum valor a alegação.

    A única dificuldade, esta agora já sem importância, que pode fazer o protestante é que Tiago Menor é filho de ALFEU, e sua mãe é apresentada COMO MULHER DE CLEOFAS.

    Sem precisar recorrer a nenhum argumento de tradição (porque talvez os protestantes não gostem disto) temos que observar o seguinte:

    l.0 — o texto original não diz MULHER DE CLEOFAS, mas diz simplesmente: a irmã de sua mãe, Miaria, a do Cleofas (texto grego de João XIX-25); podia chamar-se Maria, a do Cleofas, pôr causa do pai ou pôr outro qualquer motivo;

    20 — não repugna que a mesma Maria se tenha casado com Alfeu e dele tenha tido S. Tiago Menor, e depois se tenha casado com Cleofas e tido outros filhos ou mesmo deixado de ter. Tiago é o único que é apontado nos Evangelhos como filho deste Alfeu, pois o Alfeu, pai de S. Mateus (Marcos 11-14) já deve ser outro;

    3.° — não repugna que o próprio Alfeu seja o mesmo Cleofas. É muito comum nas Escrituras uma pessoa ser conhecida pôr 2 nomes diversos: O sogro de Moisés é chamado Raguel (Êxodo 11-18 a 21) e logo depois é chamado Jetro (Êxodo, III – l). Gedeão, depois de ter derribado o altar de Baal é chamado também Jerobaal (Juizes, VI-32). Osias, rei de Judá, é chamado também Azarias (4 Reis, XV-32; I Paralipômenos, III-12). E no Novo Testamento o mesmo Mateus é chamado Levi: “Viu um homem, que estava assentado no telônio, chamado Mateus (Mateus, IX-9) . “Viu a Levi, filho de Alfeu, assentado no telônio (Marcos, 11-14). O mesmo que é chamado José é chamado Barsabas (Atos, I, 23).

    Ainda hoje mesmo, entre nós, nas nossas localidades do interior principalmente, é multo comum esta duplicidade de nomes.

    Seja Alfeu o mesmo Cleofas ou não seja. Isto pouco importa. 0 que é fato é que Maria de Cleofas é Irmã de Maria, mãe.de Jesus e é ao mesmo tempo mãe de Tiago e de José, que são chamados IRMÃOS do Senhor” (Lúcio Navarro, Legítima Interpretação da Bíblia, Campanha de Instrução religiosa, Brasil- Portugal, Recife, 1958 n0 400, pp.590 a 592 inclusive).

    Fizemos questão de copiar essa brilhante exposição de Lúcio Navarro, porque ela não deixa margem a dúvida: Irmãos de Jesus eram primos dEle, e não Irmãos de sangue. Logo, Maria Santíssima só teve um Filho gerado nela por obra do Espírito Santo: Jesus Cristo, o Filho de Deus feito homem. Maria Santíssima foi sempre Virgem.

    A IGREJA SEMPRE ACREDITOU NA
    VIRGINDADE PERPÉTUA DA MÃE DE DEUS
    Respondida assim, e de modo brilhante, a mentira sacrílega dos protestantes, vejamos como toda a Tradição da Igreja sempre acreditou na Virgindade perpétua de Maria Santíssima.

    Os Padres da Igreja sempre defenderam a Virgindade perpétua de Nossa Senhora

    São Jerônimo, combatendo o herege Helvídio, que negava blasfemamente a virgindade perpétua de Nossa Senhora, afirmou que a unanimidade dos Santos Padres defendeu a virgindade perpétua da Virgem Maria. (Santos Padres são os grandes santos e doutores, discípulos dos Apóstolos, e os grandes Santos e Doutores dos primeiros séculos do Cristianismo).

    Santo Ambrósio escreveu:

    “Hove quem negasse que Maria tivesse permanecido virgem. Desde muito temos preferido não falar sobre este tão grande sacrilégio. Maria (…) que é mestra da virgindade, (…) não podia acontecer que aquela que em si tinha trazido Deus , resolvesse andar às voltas com um homem. Nem José, varão justo, cairia nessa loucura de querer misturar-se com a mãe do Senhor, em relação carnal”.( De Inst. Virg. I , 3).

    Santo Hilario de poitiers defende a virgindade perpétua de Maria Santíssima, e acusa os que dizem o contrário, de serem irreligiosos.

    Santo Epifânio diz; “De onde vem esta perversidade? De onde é que irrompeu tamanha audácia? Porventura o próprio nome não é suficiente atestado? Quem jamais houve, em tempo algum, que ousasse proferir o nome de Maria e espontaneamente não lhe acrescentasse a palavra virgem? O nome de Virgem foi dado a Santa Maria, nem se mudará nunca, ela sempre permaneceu ilibada (Panarion, Contra os hereges).

    São Jerônimo disse contra o herege Helvídio que citamos, que assim como um homem havia queimado o templo da deusa Diana em Éfeso só para ser conhecido assim fizera Helvídio com a Virgindade de Maria Santíssima: “Tu incendiaste o templo do corpo do Senhor. Contaminaste o santuário do Espírito Santo do qual pretendes ter saído uma quadra de irmãos e um montão de irmãs. Argumentas com o que dizem os judeus: “Por ventura não é este o filho do carpinteiro? Não se chama Maria a sua mãe e seus irmãos Tiago e José, e Simão, e Judas? E suas irmãs, não vivem elas todas entre nos? (Mt. XIII, 55-56).

    “Todas”, só se diz de uma multidão. Pergunto: quem te ensinou semelhante blasfêmia? Quem é que te levava em conta? Mas agora conseguiste o que tu querias: tu te tronaste famoso no crime. “( Adverssus helvidius).

    E Santo Efrém escreveu: “Ó Virgem Senhora, Imaculada deípara (geradora de Deus), senhora minha gloriosíssima, mais sublime que os céus, muito mais pura que os esplendores, raios e fulgores solares… Vara de Aarão que germina, pareceste como verdadeira vara e a flor foi o teu Filho verdadeiro, nosso Cristo Deus e Criador meu. Tu, segundo a carne, geraste Aquele que é Deus e Verbo, conservando a virgindade antes do parto, virgem depois do parto, e fomos reconciliados com Deus teu filho”.

    Santo Agostinho, por sua vez exclamou:

    “Virgem que concebe, virgem que dá à luz, virgem grávida, virgem que traz o feto, Virgem perpétua”(Santo Agostinho, Sermones, CLXXXVI, 1, 1).

    Já no Credo, ou Símbolo da Fé, de santo Epifânio, que é do século IV, se proclama a virgindade perpétua de Maria Santísima, dizendo esse Credo que Cristo “foi gerado por Maria sempre virgem”( Cfr. Denziger, 17).

    A mesma fé é repetida pelo Concílio de Toledo, no ano 400. ( Cfr. Denziger, 20).

    São Sirício, Papa entre os anos 384 e 398, escreveu uma carta a Anisio, Bispo de Tessalônica, dizendo:

    “Em verdade, não podemos negar haver sido com justiça repreendido aquele que fala dos filhos de Maria, e com razão sentiu horror vossa santidade de que do mesmo ventre virginal do qual nasceu, segundo a carne, Cristo, pudesse ter saído outro parto. Porque não teria escolhido o Senhor Jesus nascer de uma Virgem, se tivesse julgado que esta teria de ser tão incontinente que, com sêmen de união humana, haveria de manchar o seio onde se formou o corpo do Senhor, aquele seio, palácio do rei eterno. Porque aquele que afirma isto, não afirma outra coisa do que a perfídia judaica daqueles que dizem que não pode nascer de uma Virgem. Porque, aceitando a autoridade dos sacerdotes, porém sem deixar de opinar que Maria teve muitos partos, com mais empenho pretendem combater a verdade da Fé”( S. Sirício, Papa, Carta a Anísio, Bispo de Tessalônica, em 392. Denzinger, 91).

    E o Concílio de Éfeso ao condenar o herege Nestório que negava a maternidade divina de Nossa Senhora declarou:

    “Canon 1: Se alguém não confessa que Deus é conforme a verdade o Emanuel, e que por isso a Santa Virgem é a mãe de Deus (pois deu à luz carnalmente ao Verbo de Deus feito carne) seja anátema.( Concílio de Éfeso, Anatematismos e e capitulo de Cirilo contra Nestório, em 431. Denzinger 113).

    São Leão Magno, Papa entre 440 -461, condenando o herege Eutiques, chefe dos monofisitas, escreveu de modo tão elevado sobre esse tema, que não tememos alongar nosso texto com a longa citação dele, pois que a beleza do estilo alivia a leitura, e a verdade afirmada da Virgindade de Nossa Senhora nos confirma na Fé:

    “Entra, pois, nestas fraquezas do mundo o Filho de Deus, baixando de seu trono celeste, porém não se afastando da glória do Pai, gerado por nova ordem, por novo nascimento.

    “Por nova ordem: porque invisível no que é seu, , se tornou visível no nosso, incompreensível, quis ser compreendido; permanecendo antes do tempo, começou a ser no tempo; Senhor do universo, tomou a forma de escravo, obscurecida a imensidade de sua majestade;Deus impassível, não desdenhou de ser homem passível, e imortal, submeter-se à lei da morte. E por novo nascimento gerado: porque a virgindade inviolada ignorou a concupiscência, e subministrou a matéria da carne. Tomada foi da mãe do Senhor a natureza, mas não a culpa; e no Senhor Jesus Cristo, gerado no seio da Virgem, não por ser o nascimento maravilhoso, é a sua natureza distinta da nossa” ( São Leão Magno, Papa, Carta Dogmática Lectis dilectionis tuae– Tomo a Flaviano – Contra Eutiques, em 449. Denzinger, 144).

    O II Concílio de Constantinopla de 523, V Concílio Ecumênico, decidiu em seus anatematismos sobre os chamados “três capítulos”:

    “Canon 9 : Se alguém não confessa que há dois nascimentos de Deus Verbo, um, do Pai, antes de todos os séculos, sem tempo e incorporalmente; outro nos últimos dias , quando o mesmo, quando Ele mesmo baixou dos céus, e se encarnou da santa gloriosa mãe de Deus e sempre Virgem Maria, e nasceu dela ; esse tal seja anátema. ( II Concílio de Constantinopla, V ecumênico, canon 9. Denzinger, 214).

    Repare , prezada Rosângela como, desde os primeiros tempos da Igreja, se cultuava a Nossa Senhora, coisa que os protestantes negam estes documentos servem para mostrar como os autointitulados evangélicos estão errados sobre o culto à sempre Virgem Maria.

    No Concílio de Latrão de 649, se voltou a excomungar quem não confessasse que Cristo não nasceu da sempre Virgem Maria:

    “Canon 2 : Se alguém não confessa, de acordo com os santos padres, propriamente e conforme à verdade que o mesmo Deus Verbo, uno da santa, consubstancial, e veneranda Trindade, desceu do céu e se encarnou por obra do Espírito Santo e de Maria sempre virgem, e se fez homem, (…) seja condenado”( Concílio de Latrão — 649, cânon 2. Denzinger, 255).

    E o cânon 3 desse mesmo Concílio assim reza:

    “Se alguém não confessa , de acordo com os Santos Padres, propriamente e conforme a verdade por mãe de Deus a santa e sempre Virgem Maria como queira que concebeu nos últimos tempos sem sêmen por obra do espírito Santo ao mesmo Deus Verbo própria e verdadeiramente, que antes de todos os séculos nasceu de Deus Pai, e incorruptivelmente o gerou, permanecendo ela, mesmo depois do parto, em sua virgindade insissolúvel, seja condenado “(Concílio de Latrão — 649, cânon 3. Denzinger , 255).

    A mesma coisa foi ensinada pelo Concílio de Toledo, em 675, e pelo III Concílio de Constantinopla, em 680-681. O Concílio de roam de 993, aprovado pelo Papa João IV proclamou, mais um avez , que Cristo se encarnou por obra do Espírito Santo e “nasceu de Maria sempre Virgem”( cfr. Denzinger , 344).

    Em 1215, o IV Concílio de Latrão, XII Concílio Ecumênico, convocado para condenara Gnose dos cátaros repete a mesma lição: Cristo nasceu da “sempre Virgem Maria” (Cfr. Denzinger, 429).

    No II Concílio de Lyon, Manuel Paleólogo foi obrigado a professar que “o Filho de Deus, Verbo de Deus, eternamente nascido do pai, consubstancial.coonipotente e igual em tudo ao Paina divindade, nasceu temporalmente so Espírito Santo e de Maria sempre Virgem”( Cfr. Denzinger, 462).

    A mesma doutrina foi ensinada , mais uma vez, na Bula Cantate Domino de 1441 contra os jacobitas( Cfr. Demzinger, 708).

    Sixto IV, em 1483 condenou aqueles que negavam a Imaculada Conceição de Maria Virgem ( Cfr. Denzinger, 735).

    Pio IV condenou energicamente os erros dos Unitários pela Constituição apóstolica Cum Quorundam, de 1556. Entre os erros condenados estava a negação de que Cristo não foi concebido pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria, mas que teria sido concebido nela por José. (Cfr. Denzinger, 993).

    Todos esse documentos da Igreja demonstram que sempre se acreditou entre os católicos que Nossa Senhora foi sempre Virgem.

    Gostaria de copiar, para você, os belíssimos versos com que Dante faz São Bernardo cantara glória de Maria sempre Virgem, no último canto da Divina Comédia. Embora dante não seja uma autoridade, seu poema é tão belo que merece ser citado. Além disso , ele comprova que em 1300, todos os católicos acreditavam em Maria Santíssima; Eis os versos belíssimos de Dante em honra de Nossa Senhora:

    Vergine Madre, figlia del tuo Figlio, Virgem Mãe, filha de teu Filho
    umile e alta più che creatura, humilde e mais elevada que toda
    termine fisso d”etterno consiglio. objetivo fixo da eterna Sabedoria

    Tu sei colei che l” umana natura Tu és aquela que a humana natureza
    nobilitasti si, che il suo fattore enobreceste tanto, que o seu criador
    non disdegnò di farsi sua fattura. não desdenhou fazer-se sua feitura.

    Nel ventre tuo si raccese l”amore Em teu seio se reacendeu o amor
    per lo cui caldo nell “etterna pace por cujo ardor, na eterna paz [do céu]
    cosi è germonato questo fiore. assim germinou esta flor [dos santos no céu]

    Qui se”a noi meridiana face Aqui [no céu] és, para nós, brilhante face
    di caritate, e giuso, intra i mortali,
    e caridade, e lá em baixo, entre os mortais,
    se” di speranza fontana vivace. és de esperança fonte viva.

    Donna, se” tanto grande e tanto vali Mulher, és tão grande e tanto vales,
    che qual vuol grazia ed a te non ricorre, que querer graça e a ti não recorrer,
    sua disianza vuol volar sanz” ali. seu desejo quer voar sem ter asas.

    La tua benignitate non pur socorre A tua benignidade não socorre apenas
    a chi domanda, ma molte fiate quem pede, mas muitas vezes,
    liberalmente al dimandar precorre. generosamente, ao pedir precede.

    In te misericordia, in te pietate, Em ti misericórdia, em ti piedade,
    in te magnificenza, in te s”aduna em ti magnificência, em ti se reúne
    quantunque in creatura è di bontate” tudo quanto na criatura há de bondade”.

    (Orlando Fedeli – http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=doutrina&artigo=20040729214346&lang=bra)

    ——————————————

    • Sem problemas, podem compartilhar a vontade.
      Mas eu acho que o próprio texto, de forma simples, responde tudo.

      De traz para frente, diz que a igreja sempre acreditou na virgindade “eterna” de Maria. Bem, a primeira igreja, ao qual o Senhor Deus fez questão de manifestar os seus feitos, pensamentos e obras, no livro sagrado, não vemos nenhum concordando com essa idéia, declarando isso. Aliás, o protestantismo combate justamente o que a igreja foi se tornando após isso, e procura realmente seguir a primeira igreja, aquela validada por Deus em suas santas escrituras. Não quero discutir este ponto aqui, mas fica claro que a primeira igreja é inquestionável, e não encontramos essas declarações.

      Quanto aos significados de poder ser utilizado como filhos ou primos, isso também já é batido, e por isso, gosto de focar no contexto bíblico e não puxar sardinha para o que me convém. O texto vai de encontro a isso. Não tem uma premissa de que maria era virgem e permaneceu virgem, para procurar na bíblia essas justificativas.

      Os pontos enumerados também acho de pouco valor, com todo respeito:

      “1* Porque sendo Jesus, o Filho unigênito de Deus Pai — o Verbo ou Sabedoria de Deus — convinha que também na terra Ele fosse unigênito.
      De forma alguma, Jesus veio como unigênito, para ser primogênito, o primeiro de muitos irmãos, esse era o propósito divino do seu nascimento, veio para isso, e tem gente que ainda não entendeu isso, e portanto, nem a salvação por parte de Cristo

      2* Porque, se Ele tivesse tido irmãos carnais, pensar-se -ia que esses irmãos também seriam deuses, causando o politeísmo e heresia.
      É justamente por isso que gerava tanta polêmica de suas obras, quando iniciou o seu ministério e esteve no meio dos seus. Só que na verdade, aconteceu ao contrários, os outros não tinham nada de deuses, e portanto, não julgavam Ele como Filho de Deus, justamente por conta de sua família.

      3* Porque Deus fez um paraíso para Adão apenas. Fez um Paraíso para os homens no céu. E fez um Paraíso só para si, que foi Maria. É o que diz São Luis de Montfort.
      Sem contexto algum. Deus fez o paraíso somente para Adão, e depois já achou bom extender a Eva. Depois que entrou o pecado no mundo, Deus passa dali em diante, não simplesmente de braços cruzados, mas querendo que se arrependessem e enchessem o paraíso. Que Deus fez um paraíso só para si, que foi Maria, não vejo fundamento algum. Aliás, isso eu acho uma heresia brava, e vou tocar nisso no próximo ponto se não me engano.

      4* Porque convém absolutamente — mais — é necessário que Deus só tenha uma esposa, assim como é necessário que Ele tenha uma só Igreja. Por isso, assim também a esposa só pode ter um esposo. E Maria só devia ter um esposo real: o próprio Deus, e manter-se virgem por toda a vida.Se Deus quisesse que maria só tivesse um esposo, e antes, considerasse ela como sua esposa, Ele não teria ido a José dizendo que desistisse de tomar a sua posição como esposo de Maria. Sem nexo total essa colocação, a gente não roda uma página na bíblia e já vemos isso de forma claro. Maria não é mais de Deus. Maria foi uma mulher virtuosa que foi escolhida para que Jesus viesse em FORMA de homem, ou seja, através de um nascimento de homem, e não concebido por Maria. A bíblia não diz que Jesus nasceu de seu óvulo, mas que foi concebido do Espírito Santo, e foi ali crescendo no ventre de Maria. Dos homens (homens e mulheres) estava a raiz do pecado, mas Jesus nasceu imaculado, sem raiz alguma do pecado, nem por José, nem por Maria. Maria foi aquela escolhida por dar a luz a Jesus e cuidar dEle, e não de formar Ele. Que coisa mais sem lógica, Deus que é Deus, fazer uma mulher (obra sua) para que essa venha a ser MÃE de Deus novamente, e portanto, acima de Deus Filho, que é Deus. Deus não tem a ele uma mulher no sentido que nós temos, e jamais teve maria nesse sentido. Deus jamais teve uma relação sexual com Maria, nem teve qualquer forma de matrimônio com ela, de forma ALGUMA. Desceu dos céus sobre Maria Jesus, Filho de Deus. A noiva de Deus (aqui no contexto) é a igreja, a qual é corpo, e Cristo, o cabeça, veja que não existe essa relação que pretende se dar. A cortina do Santíssimo lugar FOI RASGADA, para que nós venhamos a ter livre acesso a Deus, através do Filho, e não há necessidade nenhuma de intercessão dos Santos ou de Maria, isso é negar a obra de Cristo, e isso é fato!

      5* Porque era muito necessário, para nós, que fosse assim, para compreendermos o alto valor da Virgindade, pois que a Virgem mais fecunda, aquela que gerou em seu seio o próprio Deus encarnado, quis se manter Virgem, como deveremos nós prezar a virgindade e a pureza, nós que geramos filhos, sem valor, se comparados com o dela?
      Para compreender que através da virgindade alcançamos a salvação? Que alto valor é esse? O alto valor que todo homem precisa entender, é o valor do sangue vertido de Cristo na cruz por nós, expiando os nossos pecados, e dando a vida eterna. O ladrão na cruz não fazia a menor idéia do que era Maria, mas soube quem era ali Cristo, e foi direto pro céu. Paulo teve um encontro direto com Cristo, e foi um homem valoroso de Deus, pai da igreja gentílica, direto pro céu. Estevão, Pedro, Felipe, etc etc. Virgindade de Maria não salva ninguém, não nos leva a Deus, não faz nada, além do que um poste-ídolo, que não tem nada haver com a salvação de Deus através de Cristo e não de Maria! Maria não precisa de mais mérito do que teve, foi a mulher mais virtuosa de toda a terra. Devemos dar a ela a honra que merece, e a honra é essa! Mulher, como nenhuma outra. Mas por favor, ela não é Deus, porque mulher de Deus e mãe de Deus, só pode ser Deus, e isso, a Bíblia não a coloca de forma alguma.

      6* Sempre existe semelhança entre mãe e filho. Também entre Nossa Senhora e Jesus deve haver semelhança maior do que a normal. Maria foi feita por Deus o quanto possível semelhante e proporcionada a seu Filho santíssimo. Como Jesus se manteve virgem sempre, convinha imensamente que Maria, também nisto, fosse proporcionada a Cristo, e permanecesse perpetuamente virgem.
      Por que? Assim sendo, e como todos devêssemos ser imitadores de Cristo, seguindo o raciocínio, todos devemos ser virgens até a morte e acabar com a vida no mundo. Mas Deus falou crescei-vos e multiplicái-vos.

      7* O matrimônio é monogâmico. Ora, se Maria tivesse tido filhos de outrem que não o Espírito Santo, seu Divino esposo, isso seria uma aberração, semelhante ao adultério. Esposa do Divino Espírito Santo uma vez, Maria devia se conservar sua esposa fiel sempre.”
      Deus em lugar nenhum colocou-se no lugar de marido de maria, mas colocou José para ser este. Isto está claro. Não teve relações com MARIA, isso também está claro. Simplesmente usou do ventre de Maria, para Jesus entrar no mundo. Não há pecado em uma mulher se unir a um homem e ter filhos, ela não pecou nisso, antes, fez o que Deus previu que toda mulher fizesse com um homem, dentro de um casamento honroso, e inclusive, não quis tomar essa honra dela, e por isso, não deixou José ir embora. Vemos Jesus tomando o lugar do Filho de Deus pela sua obra, e não por MARIA ser mulher de Deus. Não tem como forçar isso.

      Amados, todos os desvios que fazemos da bíblia para o propósito único da bíblia, salvação dos homens, traz confusão e nos desvia do caminho da cruz. Tanto é, que os seguidores desta prática colocam Cristo como coitado e aflito, leiam em Isaías essa citação, e Maria como interecessora, santos como intercessores dos homens, mas a Bíblia nos deixa claro que há SOMENTE UM mediador entre Deus e os homens, que é o Cristo.

      Como vemos, este desvio, nos leva a sair do propósito de DEus, que é a nossa salvação.

      Tem coisas que não há meio termo, assim como não há outros Deuses, seja isso demônios, seja isso, grandes homens que morrerão, sejam os santos, seja maria. A menos que queiram classificar Maria como vimos que não há logica, como um Deus, mãe de Deus, e mulher de Deus, estaria agradando MAria e desagradando a Deus. E é isso que acontece, alguém tomou essa idolatria a Maria, e te garanto que não foi ela.

      Que o Espírito de Deus ilumine a palavra dEle trazendo a revelação e caindo as ceras e escamas espirituais de nossos olhos, permitindo ver a Verdade que nos livra da Morte e nos traz VIDA em Cristo Jesus.

      Ricardo

  3. RESUMINDO TUDO ISSO,… OS EVANGELICOS SEM EXCESÃO, ESTÃO ESQUECENDO DE CUIDAR DA FÉ, DE LEVAR A PALAVRA DE DEUS, DE PREGAR A PALAVRA DE DEUS, AS PESSOAS PARA FICAR DESCUTINDO SOBRE RELIGIÕES ENTRE , A FÉ CATÓLICA E TAMBÉM ATÉ ENTRE ELES MESMOS, DIZENDO QUE SÓ TAL IGREJA VAI PRO CÉU, QUE SE DOAR TANTO VALOR EM DINHEIRO, VAI PARA O CÉU, E ASSIM EM DIANTE……CIUMES DE UMA IGREJA FUNDADA PELO PROPRIO JESUS, ONDE JAMAIS AS PORTAS DO INFERNO IRÁ DE ABALA-LA,….AGORA AO CONTRÁRIO, IGREJAS EVANGELICAS FECHA E ABRE TODOS OS DIAS, PARECENDO COMÉRCIO, QUALQUER UM PODE ABRIR UMA IGREJA EVANGELICA, É ONDE VEMOS VARIAS IGRJAS QUE SAO FUNDADAS POR AE, HOJE AQUELE LOCAL É UM BAR, DEPOIS ALUGA PRA IGREJA, DEPOIS VIRA LOJA, DEPOIS VIRA BOATE, OS PASTORES SÓ QUERENDO DINHEIRO DOS MENOS INSTRUIDOS, FAZEM UMA LAVAGEM CELEBRAL NAS PESSOAS MAIS HUMILDES E ACHAM QUE DEUS GOSTA DISSO????…ISSO É IGREJA DE DEUS????QUANDO VC VIO ALGUMA IGREJA CATOLICA SENDO FECHADA???NUNCA, PORQUE FOI CONSTRUIDA PELA ROCHA, JESUS CRISTO…UMA IGREJA PREOCUPADA EM AJUDAR, PREGAR A PALVRA DE DEUS, E NAO UMA IGREJA QUE FICA DISCUTINDO RELIGIOES NA HORA DE CULTOS RELIGIOSOS NAO.

    EVANGÉLICOS ACORDEM PRA VIDA

    OS HOMENS AQUI NA TERRA NAO VE E VCAS ENGANAM, MAIS DEUS TA VENDO TUDU.

    • Pelo visto você ainda não entendeu o que é a igreja do Senhor. Se pensa que essa igreja que foi já partida conforme Jesus predisse, e que Pedro está na porta dos céus com uma chave de quem entra e quem não entra, eu não vou entrar nessas discussões! Muito menos de doar dinheiro para ir para o céu, ou comprar as tantas coisas que se venderam e que Lutero se revoltou, etc, etc.
      Fica para vocês.
      Agora a discussão que está acontecendo aqui, a própria igreja Católica também participa com centenas de textos na internet, e outras. Ninguém aqui está agredindo Maria, mas estamos cuidando da FÉ em Cristo, como único intermediador entre Deus e os homens, e que o véu do templo foi rasgado, conforme a bíblia ensina, não precisando de outros intermediadores.
      Acordar para essa vida, só confessando a Jesus como ÚNICO Senhor e SUFICIENTE Salvador. Se precisa de mais, não é suficiente e a fé já furou. Obrigado por lembrar que esse é o ÚNICO caminho a quem lê.

      Em Cristo,

      Ricardo

  4. Em que versículo bíblico se fala que Maria teve outros filhos ( em nenhum, podem procurar), nela se encontra passagens nas quais se cita os irmãos Dele que são: Tiago, José, Judas e Simão (Mc 6,3; Mt 13,55). Eu tenho dois irmãos, mas minha mãe só tem uma filha eu. Se Maria tivesse outros filhos a Bíblia nos revelaria isto. Como eu creio na Bíblia e lá em nenhum lugar diz que Maria teve outros filhos além de Jesus, pois só Jesus é chamado de filho de Maria é nisto que eu creio que só Jesus é filho de Maria e ela só teve um filho Jesus.

    • Torno a pergunta. Em que lugar da Bíblia diz que ela PERMANECEU VIRGEM, onde José deveria permanecer sem conhecê-la ATÉ o nascimento? Nenhum. Mas diz sobre os irmãos de Jesus. Se alguém falar sobre a irmão do meu filho, obviamente vão pensar que é filho de minha esposa. Um só casamento, e sem relações fora do casamento. Espera-se isso deles não?

      Em Cristo,

      Ricardo

  5. O único que pagou o preço para trazer salvação foi Jesus Cristo por isso é o Cordeiro perfeito que tirá o pecado do mundo derramando o seu sangue na cruz do calvário, realizando o sacrifício perfeito e de acordo com o que Deus poderia querer e aceitar para que tenhamos reconciliação com sua presença que haviamos perdido por causa do pecado e corrupcao da humanidade. Porque um Deus Santo não tem comunhão com o pecado. Jesus cubriu os pecados dos homens para Deus poder vir fazer morada em nós, Tudo por obediencia ao proposito do Senhor para salvar e dar a paz de Cristo para quem entenda o quanto esta perdido e afundado nos pecados.

  6. E {josé}não á conheceu={relação sexual},até que deu á luz seu filho,o primogenito={primeiro filho};e pôs-lhe por nome Jesus.quando bíblia fala de relações sexuais usa o termo conhecer,alguns exemplos;e conheceu adão á eva,sua mulher e ela concebeu, teve caim gênesis cap.4,1.E Elcana conheceu à Ana, sua mulher…eles já se conheciam, mas aqui o termo {conhecer} se refere á relação sexual,ana não podia ter filhos e Senhor á abençoou,Samuel cap.1,19.Irmãos de Jesus:Não é este o filho do carpinteiro?e não chama sua mãe maria,e seus irmãos tiago,josé,simão e judas?e não estão entre nós todas as suas irmãs?donde lhe veio tudo isto? mateus capitulo 13;54,55.Primogênito=primeiro, filho de maria,Unigênito=único,Filho de Deus.

  7. NÓSSA, QUE BURRICEEEEEE, ATÉ QUE EU SOU INGÊNUA SEI Q NA ÉPOCA DE JESUS OS PRIMOS E PARENTES ERAM CHAMADOS DE IRMÃOS! NOO VÉI Q BURROOO! ESSE POVO PARECE Q NÃO TEM SEVIÇO NAO! VAI CASAR ALGUMA COUSA PRA FAZER CARA,Q RECALQUE ICAR MALANDO MAL DAS COISAS E TENTANDO PROVAR AS COISAS SEM ARGUMENTO NENHUM, SÓ POVO HIPÓCRITA PRA SE PRESTAR AO PAPEL DESSE, BANDO DE BURRO. SÓ TENHO PENA.

  8. DEUS É O TODO PODEROSO , CRIADOR DO CÉU DA TERRA , DO UNIVERSO E DE TUDO QUE HÁ NO UNIVERSO ,SISTEMA SOLAR , TUDO QUE HÁ NA TERRA ! CRIOU O HOMEM E A MULHER ! VEJAM A CRIAÇÃO DO HOMEM E DA MULHER , ELE FEZ O HOMEM COM SEUS ORGÃOS REPRODUTORES EM PERFEIÇÃO O MESMO COM A MULHER ! VEJAM A PERFEIÇÃO DESSA CRIAÇÃO ! PORQUÊ MARIA TERIA QUE TER JESUS VIRGEM ? O ATO SEXUAL NÃO É PECADO ! MARIA ERA VIRGEM EM RELAÇÃO A PUREZA ESPIRITUAL , ELA TEVE JESUS DA RELAÇÃO SEXUAL COM JOSE SIM ! PQ DEUS CRIARIA O HOMEM E A MULHER NESSA PERFEIÇÃO DE REPRODUÇÃO ! PQ IRIA FAZER DIFERENTE DA SUA CRIAÇÃO ! FOI DEUS QUE CRIOU O HOMEM E A MULHER , PENSE NA PERFEIÇÃO DA SUA CRIAÇÃO ! MARIA TEVE RELAÇÃO SEXUAL CONFORME A CRIAÇÃO DE DEUS , E TEVE JESUS ! FOI DEUS QUE CRIOU NOSSOS ORGÃOS REPRODUTIVOS ! DEUS NOS CRIOU PERFEITOS EM TODOS OS SENTIDOS ! JESUS É UM ESPIRITO PURO E PERFEITO , QUE VEIO ATRAVÉZ DA CRIAÇÃO DIVINA DE DEUS , HOMEM E MULHER , JESUS É UM ESPIRITO PURO E PERFEITO ENVIADO POR DEUS PRA TRAZER OS ENSINAMENTOS DE AMOR DE PAZ A HUMANIDADE QUE VIVIAM NA DESTRUIÇÃO , NO PECADO , NA MATERIALIDADE !

    • A resposta é porque a palavra de Deus é viva e verdadeira, e nela diz que José não a conheceu até que concebesse. O que parafraseando, nos diz que A CONHECEU DEPOIS que concebeu. Ela foi virgem até o nascimento, dali para frente não. O meu entendimento, é que Jesus foi originado unicamente do Espírito Santo, e não de Maria COM o Espírito Santo. Foi concebido pelo Espírito Santo NO ventre de Maria. Em Cristo não havia a raiz do pecado, mas mesmo assim, ele entrou neste mundo pela porta. Que o Senhor Jesus os abençoe,

    • Benedetti os primeiros humanos pecaram por desobedecer a Jeová Deus porisso foram espulsos do jardim do eden e pederam a vida perfeita que tinham e porisso envelheceram e morreram Adão e Eva…mas antes de morrerem eles tiveram filhos e esse filhos nasceram com o pecado, todos nos herdamos de Adão e Eva o pecado porisso morremos Romanos 5:12, como 2 pessoas imperfeita podiam gerar uma pessoa perfeita? Num tem como né. Então Jeová usou seu poder o Espirito santo para transferir Jesus para o ventre de maria como diz Lucas 1:26-35. Eu recomendo Benedetti que o senhor leia a Biblia Sagrada principalmente os evangelhos: Mateus, marcos, Lucas e João e pare de expor o seu raciocinio pois João 17:3 fala para absorver conhecimento se vc quiser ganhar vida eterna.

  9. É verdade queridos!

    Maria foi usada pelo Espírito Santo de Deus para o nascimento de Cristo Jesus! E foi bem aventurada por tão grande privilégio! Nada mais disso! O nascimento virginal de Cristo, através do Espírito Santo em Maria é a comprovação da encarnação do Deus vivo” (Mateus 1.18-25) ; (João 1.14)

    Maria teve outros filhos: Mateus 12.46-50; Marcos 3.31-35; Lucas 8.19-21; Mateus 13.55-56; João 7.3-5; João 2.12; João 10; Atos 1.14; I Coríntios 9.5; Gálatas 1.19.

    Está escrito: E José não a conheceu até que deu à luz a seu primeiro filho, e pôs-lhe por nome Jesus. (Mateus 1.25)

    Agora atentamos para os versos de Mateus 12.46-50:

    A Mãe e os irmãos de Jesus (Título da Seção):

    46 E, falando ele ainda à multidão, eis que estavam fora sua mãe e seus irmãos, pretendendo falar-lhe.
    47 E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te.
    48 Ele, porém, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos?
    49 E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos;
    50 Porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe.

    Então vejamos,

    E se os irmãos, citados no texto acima, não fossem irmãos de Cristo nascidos de Maria, qual seria o sentido dessa repreensão de Jesus, “Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos?”; “Todo aquele que fizer a vontade de meu pai é meu irmão, e irmã e mãe”

    Ele poderia perfeitamente ter dito apenas, é verdade todo aquele que faz a vontade de meu pai é meu irmão! Mas Ele aproveitou os da sua família, sua mãe e seus irmãos para repreender a multidão!

    É bom responder questões bíblicas com a própria bíblia, pois foi o que Deus separou para o homem (João 20.30-31), ela é suficiente para ensinar em tudo, e em toda obra! (II Timóteo 3.16-17).

    Demais disto,

    As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei. (Deuteronômio 29.29)

    Então, Eu pergunto?

    Onde está escrito na bíblia que Maria morreu virgem?

  10. A VIDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO,É CERCADA DE MISTÉRIOS,E A VIRGEM MARIA É UM DELES,O QUE ME DEIXA MUITO TRISTE, É QUE ESTAMOS VIVENDO UM TEMPO MUITO DIFÍCIL,É TEMPO DE-SE CONVERTER DE FALAR DO AMOR DE JESUS PARA AQUELES QUE NÃO O CONHECE,CONVIDO A VOCE PROTESTANTE QUE É TÃO ESTUDIOSO DA PALAVRA!!PEDIR INSPIRAÇÃO AO DIVINO ESPIRITO PRA QUE ELE TE REVELE MAIS SOBRE A VIRGEM MARIA, ACHO QUE NO FINAL DOS TEMPOS TERÁS UMA SURPRESA COM ELA…A PAZ DE JESUS E O AMOR DE MARIA.

    • Está escrito que somente Ele morreu por nós. Não há surpresas.

      Ele é o único intermediador entre os homens e Deus, também está escrito.
      Através da virgindade de Maria, existe uma alocação de poder que não existe.
      O galardão dela está em Deus, pelo que fez, e por ter aceitado a Cristo como Senhor e Salvador. Porque inclusive ela foi necessário assim aceitar, para se salvar do inferno e receber a vida eterna.
      Mulher virtuosa, provavelmente como nenhum outra, isso é uma convicção que eu tenho.

  11. maria foi uma mulher como qualquer outra,a igreja católica quer segurar uma mentira que ela é virgem e mediadora até a volta de cristo para que muito se agarrem nessa besterra e não se entregue por inteiro ao verdadeiro salvador jesus cristo que é o caminho inclusive maria precisou dele para ser salva,leia lucas..1,47..

  12. senhor Leandro com muito respeito,mas você precisa ter pelo menos noções do que diz a respeito da igreja evangélicas.o senhor sabe que existe varias igrejas,como também existe variadas igrejas católicas,cada uma leva o nome de um santo e o povo coitados enganados sem saber a quem adorar e jesus disse que os verdadeiros adoradores adoraram o pai em espirito e em verdade,fica adorando maria que ela vai te levar pra o céu.você já viu até a senhora aparecida pretinha vocês adoram como mãe de jesus até quando é que a igreja católica vai falar a verdade para o povo……..

  13. Penso que se muitos teólogos católicos do passado tivessem o conhecimento que os que vivem no nosso tempo adquiriram, não teriam resistido a fé em que Jesus, o Filho de Deus, foi gerado unicamente pelo Espírito Santo, sem participação de nenhum descendente de Adão e Eva, única forma de alguém nascer aqui na terra sem nunca ter pecado, o que é o caso do nosso Salvador.
    (Obs: hoje sabemos que qualquer mulher pode dar a luz sem que necessariamente seja a mãe; são as chamadas barrigas de aluguel)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s