Cristo liberta. E você, permanece?

Cristo nos libertou para que nós sejamos realmente livres. Por isso, continuem firmes como pessoas livres e não se tornem escravos novamente.” (Gálatas 5:1 NTLH)

Este texto nos leva uma reflexão muitas vezes polêmica. Por ora, como acontece esta liberdade que Cristo nos dá, quando nos liberta através de tua palavra. Por outra, se passamos a ser templos do Espírito Santo, podemos nós voltar a sujeitar-nos a espíritos imundos?

A bíblia nos fala que conhecereis a verdade, e a verdade vós libertará (Jo 8:32). E que verdade é essa? Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade (Jo 17:17). É a palavra de Deus. É também Jesus. Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida (Jo 14:6a). Jesus é a sua palavra não só nos evangelhos, mas em toda a bíblia, inclusive a do velho testamento. NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus (Jo 1:1). Desde quando Deus falou haja luz , lá em Gênesis (1:3), já era a palavra de Jesus. Porém ele veio entre nós, registrado no novo testamento, e o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade (Jo 1:14). Cheio de verdade, pois é a verdade.

É através desta verdade que Cristo nos libertou, quando aceitamos a Jesus, e a sua palavra. Isto nos livra do velho homem, cativo, e morto, nós faz novas criaturas (cf. 2Co 5:17), regenerou o nosso espírito:

“Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai.” (Rom 8:15)

Espírito de escravidão era justamente o que tínhamos antes de recebê-lo. Em Cristo, passamos a ter acesso para a cura de todo espírito de morte, que trazia morte a nossa alma. Em Cristo, vencemos também as obras da carne, a saber:

19 As coisas que a natureza humana produz são bem conhecidas. Elas são: a imoralidade sexual, a impureza, as ações indecentes,
20 a adoração de ídolos, as feitiçarias, as inimizades, as brigas, as ciumeiras, os acessos de raiva, a ambição egoísta, a desunião, as divisões,
21 as invejas, as bebedeiras, as farras e outras coisas parecidas com essas. Repito o que já disse: os que fazem essas coisas não receberão o Reino de Deus.

É o que continuamos vendo em Gálatas, capítulo 5. São destas coisas, que se manifestam na carne, mas que começam no reino espiritual através do maligno, é que Cristo nos liberta. Porém, nesta carta enviada as igrejas da Galácia, vemos que tanto é possível que o homem torne a cair e ser cativo novamente, que Paulo os exorta dizendo:

Vocês estavam indo tão bem! Quem convenceu vocês a deixarem de seguir a verdade? É claro que quem os convenceu não foi Deus, que os chamou” (Gl 5:7-8)

Então aqui já sabemos como é que a pessoa pode cair, ou tornar a ser escrava novamente: deixando de seguir a verdade. Quanto isto acontece, é porque deixamos de seguir a Deus, dando lugar aos desejos da natureza humana:

Quero dizer a vocês o seguinte: deixem que o Espírito de Deus dirija a vida de vocês e não obedeçam aos desejos da natureza humana” (Gl 5:16)

E como isto acontece? Deixando de servir a Deus? Deixando de crer em sua verdade? As vezes acontece de maneira mais suave, e quando vemos já estamos enrolados. O primeiro indício já vimos, que é quando deixamos de seguir a verdade, ou a palavra de Deus. Outro ponto, é quando deixamos especificamente de seguir um princípio que está escrito nesta palavra, que é a verdade:

Porque o que a nossa natureza humana quer é contra o que o Espírito quer, e o que o Espírito quer é contra o que a natureza humana quer. Os dois são inimigos, e por isso vocês não podem fazer o que vocês querem” (Gl 5:17)

Eles militam entre si. Não há acordo entre os dois!

E tudo acontece quando nos começamos a dar vasão para as obras ou desejos da carne, de nossa natureza humano, pecaminosa. Se antes eu era imoral, ou com acessos de raiva, ou beberrão, hoje eu não posso ser mais, por que? Porque Cristo, através da tua verdade, me deu um novo espírito, que me dá forças para vencer toda esta obra. Se não estou conseguindo, é porque estou dando ouvidos aos desejos da minha carne e mais, ignorando o espírito do Senhor, que testifica com o nosso espírito. E como toda obra da carne, tem o seu início no reino espiritual, através dos planos do maligno, eu passo a dar vasão para este agir na minha vida, e então, se continuo, passo a sujeitar-me novamente a estes.

Então como saber se estou dando ouvidos a voz do Espírito de Deus? É simples, neste mesmo capítulo vemos o que são os frutos do espírito:

Mas o Espírito de Deus produz o amor, a alegria, a paz, a paciência, a delicadeza, a bondade, a fidelidade, a humildade e o domínio próprio. E contra essas coisas não existe lei” (Gl 5:22-23)

Sabemos, se vemos em nós estes frutos, em nosso dia a dia. É o momento de olharmos para nós mesmos. Jesus nos ensinou como conheceríamos quem verdadeiramente é ou está em Deus:

Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.” (Mt 7:16-17)

E o mesmo Cristo nos deixou o alerta:

E, quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra. Então diz: Voltarei para a minha casa, de onde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada. Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e são os últimos atos desse homem piores do que os primeiros.” (Mt 12:43-45)

Quando um homem é liberto, os espíritos que antes o oprimiam e obsediavam passam a andar por aí, porém sem encontrar lugar para ficar, retornam. Eles sempre retornam. E encontrarão a nossa alma estabilizada, em paz. Porém nosso corpo, precisa estar cheio. Nossa alma precisa estar cheia! E cheia de que? Da palavra de Deus. Do Espírito de Deus , que é o Espírito de Verdade, que vivifica a palavra, e através dela nos traz vida! Se não estiver assim, o texto continua dizendo o que acontece. Eles voltam, cada um com mais sete, e o estado virá a ser pior do que o anterior.

A obra de Jesus é real em nossas vidas. Não há filosofia ou religião que faça o que Jesus faz em nossas vidas. Assassinos libertos e restaurados, drogados libertos e restaurados. Mulheres estéreis libertas e com filhos. Homens violentos que se libertam e tornam-se amáveis. Homens e mulheres que se prostituem, libertos e vivendo a santidade ao Senhor Jesus. Isso, ninguém mais faz.

Vigiemos pois nesta terra, pois está escrito:

Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.” (Mc 14:38)

Aqui se resume nossa dissertação. É necessário orar, mas também vigiar, para que? Não entrar em tentação. Que tentação? Cair nos desejos do homem, realizando as obras da carne. O espírito que recebemos está pronto, pois é perfeito. O problema é a carne, que é fraca. Se é fraca, não dê ocasião ao pecado, mas vigie. E lembre-se, não diga que cai porque a carne é fraca e palavra mesmo afirma.

Porém vocês, irmãos, foram chamados para serem livres. Mas não deixem que essa liberdade se torne uma desculpa para permitir que a natureza humana domine vocês. Pelo contrário, que o amor faça com que vocês sirvam uns aos outros.” (Gl 5:13)

Aproveite que ela é fraca, e permita o espírito dominá-la totalmente! O Espírito Santo do Senhor! Não atribule o seu coração, mas ore ao Senhor, e entregue os seus desejos a Ele, as suas lutas a Ele. Este Espírito, é amor, e o resultado de sua obra, é também, amor! Seja amado por Deus, e ame!

Ricardo de Magalhães Cruz (27/08/2008 )
ricardo.dmc@gmail.com

Texto Bíblico: Gálatas – NTLH – Nova Tradução na Linguagem de Hoje
Outros – Almeida – Corrigida e Fiel

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s